TUDO ERRADO

A administração da governadora Suely Campos está repleta de coisas erradas. Os parentes e os assessores que são amigos dos parentes aprontam de tudo para tirar algum dos cofres públicos. A cada dia uma nova denúncia. Quando não é a venda de comida, é a compra de medicamento. Quando não é a compra de colchões é o sumiço de R$ 3,5 milhões. Enfim, a atual administração está marcada por denúncias e por maracautaias que envolvem, normalmente, os parentes da governadora. É o caso de Josué Filho, de Eduardo e Guilherme Campos, de Selma Mulinari e Jules Rimet e muitos outros.

TRANSPARENTE

Para mostrar que todas essas denúncias são peças fantasiosas e factoides, como os assessores de Suely vivem dizendo, por quais motivos a própria governadora não tenta explicar todos esses escândalos. Por que ela não tenta negar, por que não explica para a população que nada disso é verdade. Ela está preferindo botar os assessores para falar, mas não é só de conversa que vai se provar que nada de errado está ocorrendo nesta gestão.

ESPERADO

Quando Neudo Campos, ainda durante a campanha de 2014, disse que não tinha o direito de errar mais uma vez, muitos já desconfiaram que se Suely ganhasse a eleição Roraima estaria correndo sério risco de falência. E é mais ou menos isso que ocorre agora.

CADÊ?

Quer dizer que o governo de Roraima comprou 400 colchões em setembro do ano passado e só entregou para os presos neste final de semana? Bem que a Secretaria de Justiça e Cidadania poderia mostrar o processo licitatório para essa compra. O Roraima em Tempo tentou encontrar algum extrato ou licitação, mas não teve sucesso.

LIVROS

Já a Secretaria de Educação do estado está mostrando que está com os cofres cheios para gastar. São mais de R$ 4 milhões para a compra de exemplares de um livro e cerca de R$ 5 milhões para a contratação de empresa para prestar serviço de sistema de gestão de abastecimento de combustível de unidades consumidoras. Muito estranho, mas muito estranho mesmo.

DEMORA

Com tantas denúncias dando conta de irregularidades em quase todos os setores da administração estadual, por que o Ministério Público de Roraima e o Ministério Público Federal estão tão calados? Se estão investigando alguma coisa, ninguém está sabendo. Se já investigaram, ninguém viu o resultado. Seria muito bom algum posicionamento dos dois órgãos.

MAIS UMA

Onde há fumaça, há fogo. Se esse ditado estiver correto, podem esperar mais uma denúncia. É que já estão dizendo que o concurso da Codesaima está armado para beneficiar alguns candidatos. Será verdade mais essa?

PROJETOS

O Fundo Amazônia abriu ontem (9) chamada pública para projetos de conservação e uso sustentável da floresta com foco em atividades produtivas sustentáveis. Serão selecionados até dez projetos na Amazônia Legal, que receberão de R$ 10 milhões a R$ 30 milhões. O total financiado será de R$ 150 milhões.

GENTE DE CÁ

Quer dizer que para um Estado se fortalecer e se transformar numa força econômica ele precisa ser administrado por gente da terra? Se essa teoria fosse verdadeira, Roraima deveria estar num patamar bem mais elevado que o atual. Getúlio Cruz foi governador biônico, Neudo Campos foi governadora por quase oito e Suely Campos é governadora há quase três. Além disso, Getúlio foi ‘manda chuva’ da prefeitura de Boa Vista e o único fato marcante da sua ‘administração’ foi o processo que ganhou por improbidade administrativa.