NO PDT

A senadora Ângela Portela deixou o Partido dos Trabalhadores depois de dez anos. Ela se filiou ao PDT ontem. Um dos motivos foi a atual situação do PT. É aquele ditado: em barco que está afundando só o comandante, e como a senadora roraimense era só uma marinheira, nada mais justo que pular do barco. A história de Ângela no PT é interessante. Ela sempre defendeu o partido, mas quando precisou ganhou um chute. Foi assim com a cassação do marido, o então governador Flamarion Portela e depois com o apoio que recebeu para ajudar no desenvolvimento de Roraima, ou seja, nenhum.

EXEMPLOS

Dois bons exemplos para a passagem de Ângela pelo PT, são os dois prefeitos que a sigla elegeu nas eleições passadas. Eliésio Cavalcante e Teca do PT nada fizeram por seus municípios, Uiramutã e Alto Alegre, e ainda depenaram os cofres públicos a ponto de um deles estar na cadeia. Ângela sempre apoiou esses prefeitos, mas parece que o instinto de PT estava no sangue dos três. Nem ela falou nada e nem eles fizeram questão de tentar tapar os rombos causados aos cofres públicos.

CPI

Os deputados da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga o sistema prisional de Roraima estão com problemas. É que uma diretora da Vigilância Sanitária do governo não está dando a mínima para os deputados da comissão e ainda não compareceu para dar seu depoimento na CPI. Ela foi convocada duas vezes e não apareceu. Será que ela está tentando esconder alguma coisa dos deputados.

SUSPEITA

Sabe-se que a empresa que fornece a comida para o sistema prisional de Roraima tem uma forte ligação com a família de Suely Campos. Sabe-se, também, que o valor pago pelo estado por uma marmitex é o mais alto do Brasil e que muitos presidiários reclamam da comida estragada. Ora, é claro que alguém vai ter que dar explicações. Esse negócio de ficar fugindo é coisa de quem deve no cartório.

CRISE

O governo do Estado está tentando mostrar trabalho a todo o custo. Qualquer coisa que se faça tem que ter uma festa e muita publicidade. Suely inaugura uma ponte de cinco metros e faz festa, inaugura dois quilômetros de asfalto e faz festa, enfim, até o pagamento do servidor público em dia é motivo de festa. Esta é a chamada crise de quem nada faz.

DÍVIDAS

O conselheiro Joaquim Souto Maior soltou o verbo contra a atual administração. Disse ele que um governo que não consegue pagar suas dívidas não pode se dar ao luxo de alugar jatinho executivo pelo valor que alugou. Se não fosse a repatriação o Estado estaria no fundo do poço, disse Netão a jornalistas.

ESTRANHA

Até agora o governo também não explicou o que vai fazer com o combustível para aviões que foi comprado de uma empresa de Manaus. Será que o governo tem algum avião que funcione e que está sendo utilizado para serviços secretos?

QUEM MENTE

O senador Telmário Mota disse que está processando todos que publicaram matéria afirmando que ele assinou a ação contra o juiz Sérgio Moro impetrada no Superior Tribunal de Justiça. Que ele processou o próprio STJ, pois na sua página de notícias está publicado os nomes de todos os senadores que assinaram a tal ação, inclusive o dele. Afinal quem está mentindo?

NEGOCIAÇÃO

E a governadora Suely ainda está negociando com os invasores uma solução para o problema criado por Faradilson Mesquita, Soldado Sampaio, Oleno Matos e por ela própria? Ela deve estar preparando outra desculpa para dar, pois a primeira foi muito fraca e sem consistência.

TEMPO

Os inquéritos abertos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar políticos citados nas delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht podem levar pelo menos cinco anos e meio para chegar a uma conclusão. O tempo é estimado pela FGV Direito Rio para que um processo criminal envolvendo autoridades com foro privilegiado seja finalizado.