Acertou

Acertou 16.10.2018


- Arquivo/Roraima em Tempo

O Ministério Público de Roraima, que voltou a afirmar que os valores depositados nas contas do Instituto de Previdência do Estado continuam bloqueadas e que estão proibidas de serem usadas para pagamento de servidores públicos, fornecedores ou prestadores de serviços. Quem agradece é o próprio servidor público de Roraima.