Caminhoneiro em novela, Marco Pigossi revela também ser apaixonado pela estrada

Foto: Avener Prado/Folhapress
O paulista, que já percorreu o país de norte a sul de moto, afirma que viajar é uma de suas terapias e que o bom da viagem é o caminho

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Marco Pigossi, 28, nutre pelas estradas o mesmo fascínio que seu personagem Zeca, em “A Força do Querer”, trama das 21h da Globo. “Amo dirigir. Adoro tudo que tem motor”, diz o ator, que vive um caminhoneiro na novela de Gloria Perez.

O paulista, que já percorreu o país de norte a sul de moto, afirma que viajar é uma de suas terapias e que o bom da viagem é o caminho.

“Tem gente que malha, que faz ioga, que faz qualquer coisa para acalmar o pensamento. Na estrada, tudo o que penso é nas curvas, nas lombadas, na gasolina. Fico com a cabeça completamente limpa. É o momento em que eu me esvazio e me conecto comigo mesmo, ouço as minhas músicas, penso na minha vida”, conta à reportagem. Uma de suas rotas preferidas é fazer Rio-São Paulo pelo litoral.

O ator também já percorreu outros países, como Chile, Argentina, Peru e Uruguai.

“Vou sempre com o meu pai, um grande parceiro de viagem. Ele é médico e quando não está trabalhando está pensando num roteiro novo. Ele ama fazer isso, eu odeio. Mas sou ótimo em executar!”, diz.

VIDA NA ESTRADA

Para compor o caminhoneiro Zeca, um dos protagonistas de “A Força do Querer”, Pigossi diz que pesquisou as características afetivas desse motorista profissional que passa boa parte de sua vida sozinho e em movimento.

“Acho que a grande essência de fazer um caminhoneiro é que ele não tem uma raiz. Fica às vezes 20 dias longe de casa. Então como é uma relação de um caminhoneiro com a sua mulher, por exemplo? A saudade é constante. Partindo disso, esse relacionamento fica melhor ou pior? É sempre um reencontro. Essas coisas são muito interessantes pra gente construir um personagem.”

Cris Veronez