Coluna Roraima Alerta

06 de setembro de 2018


- Getty Images

PESQUISA FALSA

O Instituto de Pesquisa de Opinião divulgou nota em seu site informando que em Roraima estão divulgando dados de uma pesquisa eleitoral, utilizando a antiga marca do IPO - Instituto Pesquisas de Opinião. Trata-se de dados falsos que estão sendo utilizados para gerar fake news e induzir o eleitor ao erro.

FAKES

O IPO - Instituto Pesquisas de Opinião - é uma empresa especializada em pesquisas e com marca registrada no INPI e associado à ABEP (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa) e ASBPM (Associação Brasileira de Pesquisadores de Opinião, Mercado e Mídia).

FAKES I

O IPO é uma empresa de pesquisa que não realiza publicação de pesquisas eleitorais. Seu foco de trabalho na área política são os diagnósticos que estudam o comportamento do eleitor. Divulgar pesquisa falsa é crime e pode dar cadeia para quem o faz.

EM RORAIMA

Algumas pessoas estão se especializando em divulgar notícias falsas, como é o caso dessas pesquisas. O pior é que são sempre os mesmos. Tem até gente que diz que é delegado publicando esse tipo de material. O senhor que deveria se amparar na lei, é pego cometendo crime. Pode, Juvenal?

SEGUNDO?

Outra informação que não condiz com a verdade é a de que Roraima é o segundo estado que mais cresce no Brasil. Isso só poderia ter saído da cabeça de gente que tenta enrolar o povo, principalmente agora, em período eleitoral.

SEGURANÇA

Nos últimos dias, muitos carros e homens da Força Nacional estão circulando pelas ruas de Boa Vista. Essa ajuda vem em bom tempo, uma vez que o governo do Estado mal consegue segurar os presos dentro da cadeia.

AVALIAÇÃO

Bem que a candidata à reeleição Suely Campos poderia usar seu programa eleitoral para mostrar as 286 escolas reformadas, a merenda de ótima qualidade que é oferecida e a estrutura de primeiro mundo das unidades de ensino. O grande problema é que o Ideb retrata exatamente o contrário e mostra que o governo estadual não cuidou direito do setor. Os números não mentem.

ELEITORAL

Se a Justiça Eleitoral não ficar atenta um ou dois dias antes da eleição, cerca de R$ 7 milhões devem ser despejados em Roraima como forma de comprar votos. A informação que chegou ao Roraima em Tempo tem fundamento e a Justiça não pode permitir que isso aconteça. O aviso foi dado.

DE ONDE?

Essa dinheirama toda deve estar saindo de algum lugar. Dificilmente, alguém iria investir numa candidata que não decola e que se mostra a mais impopular de todos os candidatos. Então, de alguma outra fonte esse dinheiro deve estar saindo. Por falar nisso, já encontraram os milhões que sumiram do sistema prisional de Roraima?

PAMC

Será que o pessoal do governo e da Secretaria de Justiça e Cidadania não está envergonhado de ter que explicar tantas fugas da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo? O pior é que eles nunca sabem o número exato de fugitivos. Sempre são obrigados a remendar a informação. A administração da Sejuc e a do governo do Estado são idênticas nesse sentido: as duas são péssimas.

VEJA TAMBÉM...