Coluna Roraima Alerta

20 de setembro de 2018


Unidades do sistema prisional de Roraima ficaram sem fornecimento de comida

SEM MORAL

As empresas que fornecem alimentação para o sistema prisional de Roraima são das poucas que não ficam sem receber suas faturas a cada mês. O grande problema é que tem dirigentes dessas empresas que passaram 'mamando' três anos e meio e hoje estão gastando tudo o que faturou em campanha política ou bancando campanha de aliados da governadora Suely Campos.

SEM MORAL I

Em pleno período eleitoral, eis que surge a informação de que os presos do sistema penitenciário estão sem comida e, por isso, propensos a fugas e ameaças contra agentes e contra a própria polícia. Seria interessante que algum órgão de controle fizesse uma simples investigação para verificar que tipo de problema essas empresas têm para fornecer a alimentação.

NORMAL

Quer dizer que essa tropa comandada por gente da estirpe de Nícolás Maduro, Lula da Silva e esquerdistas do mesmo naipe não são capazes de tramar contra quem quer que seja? Ora, basta um telefonema ou um pedido de uma pessoa ligada ao esquema deles para mudarem todo um processo eleitoral. Só dar uma verificada: quais pessoas, nos últimos anos, gravaram vídeos elogiando Maduro e sua forma de governar. Aqui em Roraima mesmo tem alguns.

ONDE?

A senadora Ângela Portela, como Telmário Mota, está espalhando pelas redes sociais ser responsável por trazer para Boa Vista e Roraima milhões e milhões de reais. Vamos combinar: mostrem o que de eficaz foi feito com esse dinheiro, onde foi aplicado e que benefício traz para o povo de Roraima. Falar é muito fácil! Difícil é mostrar.

DESCASO

É difícil de acreditar, mas para o governo do Estado trocar lâmpadas de uma escola do interior do Estado foi preciso o Ministério Público de Roraima entrar na Justiça para que a manutenção fosse feita. É muita irresponsabilidade da atual administração.

DE QUEM?

Tem muito político que passou quase todo o seu mandato pegando carona no trabalho de outros. Nas últimas semanas, por exemplo, tem uma candidata que publicou que foi ela a responsável pela liberação do dinheiro para a construção e manutenção da Casa da Mulher Brasileira. De acordo com dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres, a verba de um convênio no valor de R$ 8.517.043,50 foi empenhada, por meio de emenda do senador Romero Jucá.

PAIS

Quem não se lembra que há algum tempo outros políticos tentaram pegar carona no processo de enquadramento de servidores do ex-território? Como viram que seria difícil, tentaram atrapalhar. Depois, inventaram uma história de que o processo seria paralisado e agora estão quietos, pois sempre estão enganados.

DECISÃO

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o Banco do Brasil disponibilize ao Tribunal de Justiça do Estado de Roraima (TJ-RR) a quantia relativa à cota duodecimal de agosto e à sétima parcela da cota de janeiro da dotação orçamentária do Judiciário estadual. A determinação decorre do descumprimento, pelo Estado de Roraima, de liminar deferida em agosto pelo ministro no Mandado de Segurança (MS) 35947 para que a governadora repassasse os recursos, no montante de R$ 22,9 milhões.

DECISÃO I

No Mandado de Segurança o TJ-RR informa que a governadora, "sem apresentar justificativa", não fez qualquer repasse em agosto. Segundo o tribunal local, não há crise financeira no Estado e a arrecadação de tributos vem ocorrendo satisfatoriamente, não havendo motivo para a retenção dos recursos. A medida, sustenta, causa prejuízo ao próprio funcionamento do TJ, pois afeta os pagamentos devidos a magistrados, servidores e fornecedores.

VEJA TAMBÉM...