Coluna Roraima Alerta

Denarium dá bronca em equipe da Saúde

310519 RR Alerta


Bronca

O problema da saúde pública em Roraima resultou em uma mega bronca dada pelo governador Antonio Denarium (PSL) em servidores e profissionais de saúde. Quem participou da reunião, afirma que o governador não estava de brincadeira e que realmente, está disposto a punir quem não contribuir de maneira imediata com a melhoria dos serviços públicos. Não é de hoje que o setor enfrenta um caos, mas a situação se agravou com denúncias recorrentes de falta de materiais, insumos e até de serviços básicos como a limpeza das unidades hospitalares.

 

Mostrar

Apesar de agir da maneira correta no enfrentamento desta questão, Denarium ainda não prestou contas para a sociedade do que foi feito no primeiro período de calamidade pública na saúde. Para quem não lembra, ele foi decretado em janeiro, quando pacientes venezuelanos, feridos nos conflitos registrados na fronteira, precisaram ser atendidos no Hospital Geral de Roraima. Na época, Denarium afirmou que a unidade não teria como atender um volume maior de pacientes em situação emergencial vindos da Venezuela. Na prática, o decreto dá liberdade para que compras emergenciais sejam feitas de maneira mais rápida, até sem licitação, quando há a necessidade. Foram 180 dias nessa condição e para a sociedade, não foi dado nenhum retorno sobre que ações foram adotadas nesse período. O que a população continuo a ver foram os problemas.

 

Puxão de orelha

Denarium bem que poderia aproveitar esse momento de imposição para dar um bom puxão de orelha em alguns dos seus aliados, como Jhonatan e Mecias de Jesus, ambos do PRB. Tanto o deputado federal como senador, acumulam suspeitas de envolvimento com a empresa União Comércio e Serviço, uma das que mais lucrou com recursos da saúde pública nos últimos ano. Juridicamente, a empresa pertence a dois primos diretos de Mecias, mas nenhum deles vive em condições condizentes com o volume de recursos movimentado. Importante lembrar que na gestão de Suely Campos, os dois também estiveram na base de apoio do governo e nunca manifestaram nenhuma palavra em relação ao desmonte da saúde feito pela gestora.

 

Sem corrupção

Para um governo que quer imprimir a marca de uma gestão sem corrupção, Denarium vai precisar muito rever seus conceitos. Desde as eleições, ele manteve no seu palanque o senador Mecias, que é envolvido no escândalo Gafanhotos e, em outros casos de favorecimento, como a lei que tentou passar na Assembleia Legislativa para efetivar a esposa e outros servidores em cargos de altos salários na Casa. O detalhe é que eles nunca fizeram concurso público e neste caso, a justiça agiu rápido e não acabou com essa palhaçada. Isso também é corrupção, mas Denarium preferiu contrariar o próprio discurso e ter Mecias ao seu lado. O resultado é que o senador ocupa hoje o papel de maior influencia no comando de pastas do Executivo Estadual, abocanhando a CAERR, a CER e a Codesaima.

 

Quer mais

Mas, Mecias segue querendo mais. Segundo corre nos bastidores, ele continua pressionando para conquistar espaço na Secretaria Estadual de Saúde, a pasta que comandou e ajudou a enterrar no caos durante a gestão de Suely. Por enquanto, há resistência de Denarium em atender o desejo do aliado. Mas, outro pedido de Mecias foi acatado. Segundo a fofoca de bastidores, a saída do delgado Marcio Amorim do comando da Secretaria de Segurança Pública foi um pedido do nobre senador. Os motivos não são comentados, mas ao que tudo indica, Mecias queria emplacar alguém de sua confiança para ter acesso aos processos das obras que estão submetidas à pasta. Marcio sempre teve muito respeito entre a categoria e ao que tudo indica, não se submeteu aos caprichos de Mecias e ainda usou de toda sua elegância ao afirmar que a saída da pasta foi por motivos familiares. No seu lugar, foi nomeado o Coronel do Exército Brasileiro, Olivan Pereira de Melo Junior. Denarium também mudou a Secretaria Estadual de Articulação Municipal, nomeando a então adjunta, Ilaine Henz para o comando da pasta no lugar de Joilma Teodoro que segue à frente da Secretaria do Índio.

 

A picuinha

Essa implicância de alguns políticos com os radares pode ser classificada como picuinha. Qualquer indivíduo inteligente sabe que a multa só é aplicada a quem desrespeita o limite de velocidade. Qualquer indivíduo que já tenha visitado outra capital do país sabe que esse sistema existe em todo o lugar e que os resultados são visíveis na redução do número de acidentes e, principalmente, mortes no trânsito. Termina hoje a campanha Maio Amarelo e o que se espera é que a população esteja mais consciente sobre suas responsabilidades. Desacelerar é salvar vidas e radares só se tornam um problema para quem não respeita a sinalização. Afinal, todos estão devidamente identificados com placas em distância suficiente para que o condutor ajuste a velocidade para o máximo permitido naquela área. Tão simples.

 

Falta do que falar

Quem tenta usar os radares como tema de crítica à administração da prefeita Teresa Surita (MDB) é porque não tem mais o que falar. Nos últimos anos, é visível o avanço na melhoria da infraestrutura e serviços públicos. Enquanto, o restante do Brasil amarga sérios problemas derivados da crise econômica e da falta de uma gestão mais séria, Boa Vista se tornou exemplo para o Brasil e até para o mundo com iniciativas como o Família que Acolhe. Todo mundo que chega na capital, se apaixona pela cidade. Nem o inverno, que apesar de não estar tão intenso mas que teve um alto volume de chuvas, causou os transtornos vivenciados há anos atrás. Resultado dos investimentos feitos em obras estruturantes, como a drenagem.

 

Motivo

E qual será o motivo que leva políticos como Telmário Mota (PROS) a direcionar sua artilharia vil e baixa para a prefeita Teresa? Só pode ser medo. Teresa é uma das gestoras mais bem avaliadas do país, que mostra resultado das ações realizadas, que presta contas e interage com a população. Ela não poderá ser mais candidata nas próximas eleições para a Prefeitura, o que significa que nenhum dos pretensos candidatos terá que concorrer com ela. Mas todos que tentarem chegar ao paço municipal irão com certeza, carregar a cobrança da população para que o trabalho que existe hoje, seja mantido e até melhorado. Esse é o grande desafio. E esse é o medo que políticos como Telmário têm, afinal, ele tem plena consciência de que não possui nem um terço da capacidade que Teresa tem para administrar uma capital como Boa Vista.

 

Lembrança

O prazo de vigência da Medida Provisória 864/2018 foi concluído esta semana. Foi a partir desse ato, assinado pelo ex-presidente Michel Temer, que Roraima conseguiu obter a ajuda do Governo Federal na ordem de R$ 225 milhões para enfrentar a grave crise financeira que levou ao atraso no pagamento dos servidores públicos e na suspensão de vários serviços prioritários. Para que isso acontecesse, o Governo Federal contou com a experiência do ex-senador Romero Jucá (MDB) que por vários anos foi relator do orçamento da União. Foi graças ao trabalho minucioso feito pelo parlamentar, para buscar de onde esse dinheiro poderia sair, além de sua articulação junto ao Congresso Nacional que os policiais, bombeiros e outras categorias profissionais receberam seus salários e décimo-terceiro. Em outras palavras, a MP 864 salvou o Natal de Roraima, que caminhava para afundar numa crise econômica sem precedentes, e ainda ajudou na reorganização do Estado para a nova gestão.

 

Frustrante

Apesar de citar Roraima como 'a menina dos olhos', o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ainda não direcionou nenhum tipo de ajuda financeira para Roraima. Pelo contrário, destinou praticamente o mesmo valor da MP 864/2018, R$ 224 milhões para o Exército seguir fazendo o acolhimento aos venezuelanos. Quem votou no 17 esperando que a fronteira seria fechada, que medidas mais duras em relação ao controle da entrada no país fossem adotadas, se frustrou. Enquanto, a saúde pública de Roraima segue numa catástrofe, com roraimenses morrendo no leito do hospital, o Governo Federal usa o dinheiro para atender aos venezuelanos.


SEE ALSO ...