Coluna Roraima Alerta

Roraima Alerta 01.11.18


VEM BOMBA

Fontes da Coluna revelaram que a polícia já está investigando o que existe por trás de altos pagamentos realizados pelo governo de Roraima a empresas terceirizadas antes do primeiro turno. Uma delas recebeu um montante de R$ 8 milhões dias antes da eleição. O mais intrigante é que o serviço que deveria ter sido executado nunca saiu do papel. Mas o dinheiro foi parar na conta da empresa que é ligada a um deputado reeleito. Inclusive, este mesmo parlamentar está envolvido em esquemas no Cantá e tem histórico conturbado na Casa Legislativa.

VEM BOMBA 2

Outra terceirizada a receber alguns milhões é velha conhecida do governo. Empresa de transporte escolar que tem contato bem próximo aos filhos da governadora. Essa mesma terceirizada teve contrato revogado pela Justiça, mas recebeu mesmo assim do governo depois de alegar "quebra de contrato". As mesmas fontes garantem que não são apenas duas terceirizadas e que o conluio é bem grande. Outros contratos "irregulares" com indícios de superfaturamento estão na mira das autoridades policiais. Põe pano pra manga!

CHEIO DE GARRA

Tão logo foi eleito, Antônio Denarium já foi a Brasília para tentar conseguir emendas que garantissem a corda para puxar Roraima do fundo do poço. Visitou os gabinetes de parlamentares e se reuniu com a bancada federal fazendo jus à declaração dada ao Roraima em Tempo de não esperar a posse para trabalhar pelo Estado. O cenário se mostra diferente da atual governadora que se manteve no bem-bom' de seu gabinete, acreditando fazer a melhor administração já vista e, na reta final, afirma ter colocado o Estado no ranking dos que mais crescem no país.

APROXIMAÇÃO

Percebeu-se também que os parlamentares não pouparam cliques e fizeram questão de expor nas redes sociais o encontro com o governador eleito e declararam apoio ao novo chefe do Executivo. Antônio Denarium ficou estampado em diversos "feeds de notícias", em todas as mídias, demonstrando a clara aproximação de todos os parlamentares que farão parte direta ou indiretamente do governo peesselista. Espera-se que essa aproximação tenha sido pensada (exclusivamente) para ajudar a população. Tomara não tomem o exemplo do atual governo e minimizem o sofrimento das pessoas.

SUMIU?

Enquanto uns caminham pelos corredores do Congresso Nacional, outros se mantêm na sombra do esquecimento. Prova disso é que a senadora Ângela Portela está "apagada" dos corredores de Brasília e até mesmo da vida pública. Lembrada por meios de comunicação com os quais mantém íntima relação, a quase ex-senadora afirmou seguir firme na luta por Roraima, mas parece fazer vista grossa nesse finzinho de mandato quanto aos problemas do Estado. Isso, talvez, reflita o resultado do pleito de 2018: falta de trabalho! Lembrando que o marido, Flamarion Portela, já arrumou as malas para ajudar a esposa a deixar a capital federal.

REORGANIZAR ORÇAMENTO

Aumento de 38% na conta de luz vai fazer o consumidor roraimense ter de apertar ainda mais o suado orçamento. Nesta hora, todos os políticos aproveitam para falar do Linhão de Tucuruí. Que vai cobrar, tirar do papel, articular... e assim os anos se vão. Perpetuam palavras contra o senador Romero Jucá o intitulando o único responsável pela questão. Os novos senadores têm quase 30 anos de mandato. Grande parte dos que perderam e pregavam a solução também tinha anos de vida pública. Eis a pergunta: por que não fizeram alguma coisa? O velho ditado