Coluna Roraima Alerta

Roraima Alerta 02.11.18


COLAPSO À VISTA

Alguns prefeitos relataram à Coluna que a grave crise no Estado está interferindo diretamente na administração municipal. O governo não tem honrado com recursos obrigatórios, o que gera atraso no pagamento de fornecedores que mantêm contrato com a prefeitura. Tem prefeitura que está conseguindo pagar a folha dos servidores com ajuda divina. Sim, milagre mesmo! Outras prefeituras estão tendo de suspender serviços à população por falta de verbas. Nisso tudo, mais uma vez, quem paga a parcela da irresponsabilidade da atual administração estadual, é o povo.

 

COLAPSO À VISTA 2

Essa bola de neve deu vida às primeiras reuniões entre gestores e equipes municipais para discutirem contenção de gastos. Em algumas cidades, as exonerações são prioridades para conseguir manter o bom funcionalismo da máquina pública. Ou seja, a previsão de demissão em massa para os município é um hipótese não descartada. Alguns prefeitos não querem divulgar para a população com receio do que pode causar e, por isso, tem buscado conter as despesas ao máximo para evitar tal colapso. Fica o clamor ao governo: paguem o que devem!

 

PÓS-ELEIÇÃO

Tem gente inconformada porque perdeu a eleição no último mês. Foram fazer arruaço (ou arruaça?) na prefeitura de Iracema e roubar processos licitatórios para parar o trabalho de quem realmente faz. Interessantes destacar que a birra por perder o posto atinge toda a população, porque os serviços que dependiam desses documentos vão custar sair do papel. Ambulância que estava quase para ser entregue vai demorar alguns meses para buscar os pacientes. A culpa respinga em gente ligada ao governo. Mesquinha realidade de quem não respeita a democracia.

 

CONTAS ACUMULADAS

Se não bastasse ter um histórico difícil de pagamento dos terceirizados, os servidores efetivos do governo não possuem mais segurança financeira. As mulheres de policiais e bombeiros e outras categorias relatam que em casa as contas estão acumulando e para manter o acampamento em pé em frente ao Palácio do Governo estão pedindo alimentação. Querem estopim pior que esse? E tem... Transporte escolar continua parado, novos nomes no Serasa e SPC diariamente, comércio parado porque não tem dinheiro circulando. Ufa! A lista é grande, sociedade, assim como a lista de pedidos de impeachment da governadora Suely Campos.

 

ESFORÇO CONCENTRADO

Quem torceu contra o enquadramento está tendo que engolir as palavras torpes que proferiu contra os mais de 10 mil servidores que devem ser contemplados. Agora, todos querem desfrutar do feito, mas o único que mostra articulação é o senador Romero Jucá. Ele esteve em Brasília para garantir esforço concentrado nas análises dos processos de enquadramento até janeiro e passou a bola para os novos (velhos) senadores eleitores junto com os outros parlamentares. Algo que ao ver de muitos era impossível se tornou o "ganha pão" de outros tantos neste ano. Qual será o discurso daqueles que não votaram pela aprovação da proposta? Usando a moda da vez da internet: é caroneiro que fala, é?!

 

NOVO GOVERNO

Bolsonaro vai cada vez afunilando os futuros ministros. Sérgio Moro, que afirmou em 2016 que não entraria para política, aceitou o convite e vai comanda o Ministério da Justiça. Quem sabe, futuramente, não leva um empurrãozinho de Bolsonaro e ganha cargo vitalício do Supremo Tribunal Federal (STF). O juiz se tornou "famoso" Brasil a fora pela Operação Lava-Jato. Vazou uns áudios aqui, outras decisões ali, e agora desembarcará na capital federal para fazer parte da "renovação do país" e com muito apoio popular. E a gente segue na torcida para que a equipe do novo governo consiga cumprir o que prometeu.