Coluna Roraima Alerta

Roraima Alerta 28.12.18


TÁ LOUCA, QUERIDA!

A famosa frase da Netflix a Flávio Bolsonaro sobre um possível documentário envolvendo o pai pode ser aplicada a José Rodrigues, o JR Rodrigues. O atual representante do Governo em Brasília sugeriu que a intervenção em Roraima durasse de 5 a 20 anos. Além disso, sugeriu que o Estado voltasse a ter status de território. Chuva de críticas ao ex-vocalista da banda Pipoquinha de Normandia nas redes sociais. Como pode alguém propor um retrocesso em meio às propostas do seu chefe de transformar Roraima numa das maiores potências econômicas do país? Tá louca, querida?

SÓ PODIA SER!

O que acontece é que o famoso forrozeiro foi indicação de Mecias de Jesus, o santo milagreiro. A atuação pirotécnica recai sobre o despreparo de alguém tomar decisões numa importante pasta do Estado. Antes, a filha da governadora afasta Suely Campos era quem cuidava da pasta. Agora, JR Rodrigues demonstra que se depender dele, Roraima vai caminhar que nem caranguejo. Seria ele fruto de uma pressão política? Ao que tudo indica é um mero mortal tentando ser destaque. Afinal, se, de fato, as informações que ele disparou antes de Denarium forem verídicas, ele não respeitou o chefe do executivo e deu o 'furo de reportagem', como denominados no jornalismo quem dá a notícia em primeira mão.

(DE)SERVIÇO

As Câmaras Municipais parecem precisar de um empurrãozinho para começar a fiscalizar e propor leis. Em Caracaraí, por exemplo, as informações são que apenas três projetos de lei foram apresentados: uma para transforma uma região em vila, outra para pintar prédio da cor da bandeira do município e, o mais coerente, permitir aos funcionários que têm filho com deficiência saírem 1h mais cedo do trabalho. Lá, nessa mesma Câmara, o histórico do presidente não é agradável: pulou de galho em galho. Começou situação e agora é oposição. Condenou o deputado Odilon, mas depois anulou a votação. Vai entender! É muito dinheiro pago para pouco serviço.

REPERCUSSÃO

Depois de o Roraima em Tempo noticiar a não queima de fogos no Parque Anauá para receber o novo ano, a população agradeceu. Realmente, parece uma decisão sensata. Não pode enfiar os pés pelas mãos em meio a uma casa bagunçada. Tanto é que o orçamento para 2019 vai ser refeito e enviado novamente à Assembleia. Quem buscar ajeita o 'cafofo' não se dá ao luxo de pôr uma máscara e fingir que tudo está bem. Já que a população disse que tem diversas maneiras de celebrar a entrada de 2019, fica aberto o espaço para sugestões.

MAIS UM

Na semana passada, os agentes da Força Nacional foram alvo de uma tentativa de assalto na zona Oeste de Boa Vista. A reação dos militares resultou na morte de um dos criminosos. Ontem, foi a vez de um policial da Força Tática, da Polícia Militar, reagir a um assalto numa loja, enquanto ele comprava um celular. A criminalidade em Roraima está absurdamente descontrolada. A Segurança é assassinada diariamente pelos bandidos que assombram pessoas inocentes, vítimas do azar da vida. Nem mesmo os 68 agentes da Força Nacional que chegaram para reforçar parecem intimidar a ação inescrupulosa desses indivíduos. Que Denarium possa colocar em prática todos os planos voltados à proteção das pessoas.

REFLEXÃO

A quatro dias de iniciarmos um novo ciclo é notória a esperança do povo roraimense. Em Denarium depositam a fé de uma era menos sofredora. No entanto, é preciso refletir que nem mesmo a força de vontade dele trará um Estado próspero, desenvolvido, sem violência, potente em produção e etc.. Não se faz uma cirurgia desse porte num Estado tão massacrado pela gestão de Suely Campos. Não se pode pensar em remendos superficiais em rombos milionários. A cadeia se rompe e um novo momento se inicia. Que seja de grandes realizações!

 

SEE ALSO ...