Economia

RESERVA DE EMERGÊNCIA?!


RESERVA DE EMERGÊNCIA?!

 

Já tem a sua reserva de emergência ou nem sabe o que é isso?!

Todos sabemos que imprevistos sempre acontecem, certo? Todo nós estamos expostos a isso, seja um problema de saúde, um dano material, enfim. Não temos como prever quando imprevistos irão acontecer, agora, independente de quando aconteçam, precisamos estar preparados financeiramente. Concordam?

Já diz aquele ditado antigo: "É melhor prevenir do que remediar". Quando imprevistos sérios acontecem, as vezes é preciso recorrer a empréstimos bancários e familiares, e no pior do casos, até a agiotas.

Mas e se você tivesse um dinheiro guardado, exatamente para "contornar" esses imprevistos? Sem precisar recorrer a ninguém. A reserva de emergência é a solução ideal para todos (ou quase) os imprevistos que possam vir a acontecer, desde um simples dano material até o perda do trabalho por exemplo.

 

OS BRASILEIROS TEM RESERVA DE EMERGÊNCIA?

Segundo uma pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em maio de 2017, 65% dos brasileiros não possuíam qualquer reserva contra imprevistos. Ainda segundo a pesquisa, o principal motivo dado por aqueles que não conseguem poupar é a baixa renda.

No Brasil, são poucas pessoas que conseguem poupar. De acordo com uma pesquisa do Banco Mundial, divulgada em 2017, temos um dos menores índices de poupança do mundo.

 

Mas Jádila, não consigo economizar porque o que recebo mal dá para pagar minhas contas! Ok, mas é tudo questão de Educação Financeira meu querido, veja só. Ainda segundo a pesquisa do Banco Mundial, mesmo entre os 10% mais ricos da população, 46% das famílias tinha poupança zero. Porque nem você nem o mais rico conseguem poupar? Porque ambos não tem Educação Financeira.

Eu seria hipócrita de dizer que a sua renda não influencia na sua vida financeira, mas como já foi dito nesta coluna, existem diversas formas de se conseguir renda extra, de empregos melhores, de como economizar, de definir prioridades e de principalmente entender que o dinheiro é uma ponte para realização dos seus sonhos, e que vale a pena alguns esforços, não é mesmo?!

COMO INICIAR MINHA RESERVA DE EMERGENCIA?

Supondo que você já tenha entendido a importância da reserva de emergência, vamos falar um pouco de como você pode iniciar a sua. O primeiro passo é quitar todas as suas dívidas, não tem lógica você guardar dinheiro se deve alguém, honre com seus compromissos. Depois, liste todos os seus gastos fixos, aluguel, condomínio, mensalidade da escola, automóvel, e faça uma média dos gastos variáveis, como energia, alimentação, gasolina. Liste tudo com o que você gasta o seu dinheiro e veja o que é realmente necessário.

Feito isso, você já saberá o quanto deve economizar para a sua reserva de emergência. Porque o objetivo da reserva de emergência, é manter seu padrão de vida, mesmo diante de alguns imprevistos.

O ideal como já disse, é que sua reserva de emergência consiga custear seus gastos por no mínimo 6 meses, mas isso não te impede de ter uma reserva maior. Conheço amigos que viveriam tranquilamente no mesmo padrão de vida por 36 meses, mesmo sem receber salário (mas aposto que eles são ricos Jádila), devo dizer que eles tem um padrão salarial bem abaixo do que se considera "rico" e o que de fato eles tem de sobra é Educação Financeira. Assim como conheço algumas pessoas que não conseguiriam viver um mês sem salário, porque gastam bem mais do que ganham.

Lembre-se que sacrifícios serão necessários para atingir a tranquilidade de ter uma reserva de emergência.

Depois que você quitar suas dívidas e analisar seus gastos, saberá exatamente o montante que precisa para sua reserva financeira, vamos ao próximo ponto.

POSSO UTILIZAR O DINHEIRO DA MINHA RESERVA PARA QUALQUER IMPREVISTO?

Claro que sim, essa é a função desse dinheiro. Mas não me venha com, Jádila acabou a gasolina, posso usar o dinheiro da reserva? Gasolina, alimentação, aluguel, devem estar no seu orçamento mensal, se toda hora você ficar "mexendo" na reserva, vai terminar sem reserva nenhuma.

É para usar em emergências mesmo, em imprevistos, em acontecimentos que não estejam no seu planejamento financeiro. Quando acontece algum imprevisto "leve" comigo eu tento ao máximo não precisar da reserva de emergência, porque imagino que possa precisar muito dela em algum período e que cada centavo fará diferença. E isso nos leva ao próximo tópico.

 

EMERGÊNCIA X DESEJOS

Como o exemplo que citei, é importante que você saiba diferenciar desejos de consumo e a necessidade do consumo. Situações consideradas "emergências" para mim, são casos de doença, uma viajem de última hora, um acidente de trânsito. Pense no que você considera emergência.

Exemplo: você quer trocar seu carro pelo novo modelo do ano, deve usar a reserva de emergência? Não, já que você quer trocar de carro, você deve incluir isso no seu orçamento, lá como a gente viu no método 70/30. Agora, roubaram seu carro, e você não tem seguro. Aí sim, você pode tranquilamente usar sua reserva de emergência para providenciar o seu meio de transporte.

Ah, e só lembrando que toda vez que você zerar ou tirar algum montante da sua reserva de emergência, você tem por obrigação repor o valor. Pense que você está pagando a si próprio, ao invés de pagar alguém.

 

ONDE INVESTIR O DINHEIRO DA RESERVA DE EMERGÊNCIA?

Como já mencionei, o dinheiro da reserva de emergência está destinado a imprevistos, e como nunca sabemos quando eles vão acontecer, o aconselhável é que você procure por investimentos de baixo risco e maior liquidez. Lá vem a Jádila com esses termos difíceis! (Desculpem, algumas vezes eles são necessários). Investimentos de baixo risco e de maior liquidez, são investimentos em que você não corre o risco de perder dinheiro e pode sacar/tirar de forma mais rápida. Ora, se você não sabe quando vai precisar do dinheiro, é melhor que ele fique a sua disposição.

Como ainda não falamos de muitos investimentos aqui na coluna, e para não dar informação de mais e te deixar confuso, vamos continuar esse assunto na próxima coluna, Ok? Falaremos sobre os tipos de investimentos mais adequados para investir esse dinheiro.

Então, já começa a analisar seus gastos e ver de quanto precisa para a sua reserva!

Beijo!

 


VEJA TAMBÉM...