Em Tempo de Arte

Artista Renato José da Costa: pintando com a mão e com o coração


Caro leitor,

Ressaltamos que este espaço está aberto para vocês que desejam mostrar um pouco mais da arte que Roraima tem a oferecer.

Quem quiser conversar, mandar comentários, sugestões, pode nos procurar pelo e-mail [email protected] ou pelos números (95) 98116-6417 e (95) 99166-6283.

Vamos adorar trocar ideias com vocês e, claro, contar maravilhosas histórias de quem aprecia a arte ou vive dela. Até a próxima semana!

Com carinho, Bru e Gabi.

******************

Artista Renato José da Costa: pintando com a mão e com o coração

 

Guaraná de Maués; arte do Renato Costa

Existem muitos talentos em Roraima e tratando-se da pintura sobram os corações inspirados em criar. É comum ver diversas exposições artísticas as quais muitas vezes poucas pessoas dão valor, sendo que cada uma carrega um sentimento e um dom.

Falando em dom, aquele tesouro implantado em muitos, o artista visual Renato Costa o possui. E, em meio a sua vida cotidiana procura pintar com significado. Ele será o personagem desta edição.

Renato José da Costa tem 53 anos é artista visual e nasceu em Belo Horizonte MG. Mora em Boa Vista há 27 anos e também é músico (percussão).

Costa nos conta que desde pequeno já tinha esse gosto pela arte. "Considero a minha iniciação como trabalhador da arte, na minha infância. Onde é comum nas crianças gostarem de desenhar. Sendo assim, logo tive acesso a imagens de pinturas dos artistas brasileiros: Portinari, Tarsila, D'Cavalcante entre outros e também Gibis que foram importantes referências para o desenvolvimento do meu traço.

O artista foi crescendo e se desenvolvendo até criar um gosto verdadeiro pelo mundo fantástico das artes e assim começou a deixar o traço da marca que o representa por onde passa.

Os trabalhos do Renato Costa são bem representativos, cada um com um significado especial, sempre ligado a vivências pessoais o que torna o trabalho tão próprio.

 

 Criança e sapo; arte do Renato Costa

 

A seguir, leia um pouco da entrevista com o artista Renato Costa:

Como você se descobriu na pintura? O que te inspira? 

Renato C: tudo pode ser motivo de inspiração, depende do espaço, do contexto e da necessidade. Onde no exercício diário do trabalho de desenhar, pintar e experimentar vou descobrindo novas maneiras de criar, procurando ficar naturalmente receptível ao tempo da inspiração.

Qual teu tema de trabalho?

Renato C: Os temas estão ligados as minhas vivências e ao que venho aprendendo a acreditar, buscando compreender sobre tudo as relações e a diversidade inerente da humanidade, que pode ser representada por objetos e outras imagens e seus significados. Como, por exemplo, é recorrente em meus trabalhos imagens de bicicletas, flores, sol etc. Já fiz várias exposições individuais e coletivas, ilustrações de livros, charge em jornais entre outros.

Em 2010 ingressei no curso de Artes Visuais da UFRR e conclui em 2015. Contudo, venho buscando estar no lugar de aprender a ser sempre servo da arte.

Qual seu maior sonho em relação às artes?

Renato C: A cada momento sinto necessidade de ter paz, de exercitar com as possibilidades das minhas práticas artísticas, alcançar a essência de viver no meu sonho; que é poder me manter na constância de acreditar na existência como ser humano servo da arte. 

Em busca no exercício diário de receber inspirações por resultados que eleve de forma criativa o meu desenvolvimento espiritual e material.   

O que acha que falta na cidade?

Renato C: Na arte como em outros seguimentos, precisamos de educação. Educação de nossos representantes que estão no lugar de poder produzir meios que promova boa qualidade na forma de oferecer cultura. Incentivando a liberdade crítica de poder perceber melhor nossas capacidades para criar e ver na arte  um caminho educador. Criando mais espaços com sustentações efetivas que melhore as condições de trabalho. Reconhecendo assim o valor de quem promove as atividades que fomenta a cultura local, desde os professores a empresários, de artistas a políticos. Entre esses que se criem laços focados em construir uma cultura de paz respeitando o outro como referência por sua diferença.

Boa Vista significa o que para você?

Renato C: Na Boa Vista no espaço do "lavrado" vi possibilidades de desenvolver o meu trabalho com arte. Esta cidade é um lugar de conquistas, onde venho conquistando amigos e saberes, é onde formei uma base que considero essencial na minha vida, "minha família". Portanto Boa Vista e uma significante escola, onde tive e tenho a oportunidade de me desenvolver como trabalhador da arte inserido na sua importante diversidade cultural.

Parabéns Renato Costa pelo talento e por ter escolhido Roraima como palco para apresentar suas obras e levar a terrinha Macuxi no coração !

 

Natureza Cristina (série Paisagem Inventada)

 

 

O QUE TÁ ROLANDO?

 

É a preparação para o espetáculo "Cinderela, meu primeiro amor". O show, que conta com artistas locais, acontecerá no dia 24, próximo sábado, às 19h, no Teatro Municipal de Boa Vista. Quem quiser mais informações, sobre o espetáculo que garante ser lindo e emocionante, pode entrar em contato pelo (95) 99133-4964, que serve tanto para ligação quanto para WhatsApp.


VEJA TAMBÉM...