Em Tempo de Arte

Feminilidade, natureza e misticismo: conheça o que inspira a desenhista Mari Turco

Créditos: Bruna Menezes e Gabriela Marcondes

Caro leitor,

Ressaltamos que este espaço está aberto para vocês que desejam mostrar um pouco mais da arte que Roraima tem a oferecer.

Quem quiser conversar, mandar comentários, sugestões, pode nos procurar pelo e-mail [email protected] ou pelos números (95) 98116-6417 e (95) 99166-6283.

Vamos adorar trocar ideias com vocês e, claro, contar maravilhosas histórias de quem aprecia a arte ou vive dela. Até a próxima semana!

Com carinho, Bru e Gabi.

*******************

Feminilidade, natureza e misticismo: conheça o que inspira a desenhista Mari Turco

 

Arquivo pessoal

Mari Turco tem 22 anos e desenha desde os treze; hoje, estuda Jornalismo na UFRR

 

Hoje, com 22 anos e estudante de Jornalismo, a desenhista Mari Turco já tem uns bons anos de atividades artísticas. Ela acredita que desde os 13, quando começou a desenhar, já tenha feito pelo menos mil obras.

O que mais a inspira são as mulheres, natureza e o misticismo. Nas telas, é possível ver os sentimentos como medos, desejos dela ou das pessoas que encomendam os desenhos.

 

Além disso, sempre que pode, está pelas praias da cidade. "A natureza é uma ótima fonte de inspiração", acrescentou, dizendo que sempre quando escuta uma nova música, vê a filme ou lê um livro que desperta a criatividade, ela corre para o papel.

Tudo começou quando ela, que sempre gostou de desenhar, procurou tutoriais na internet e em revistas. Também contou ajuda de uma amiga que desenhava mangá, que são as histórias em quadrinhos de origem japonesa.

"Comecei desenhando mangá, mas hoje não pratico muito esse estilo. Eu gosto muito de misturar o realismo com HQ", comentou Mari.

Quando os pais perceberam o talento de Mari, eles a apoiaram ao investir em materiais de maior qualidade para aprimorar os desenhos da artista. "Sempre tive muito apoio da minha família e amigos. Eles adoram meus desenhos e sempre me incentivam a participar de exposições. Meus pais são meus maiores fãs", falou.

Até o momento, ela não fez nenhuma exposição independente, mas já participou de alguns eventos, como o Jandaia-Sol durante eventos no Espaço Usina, onde, inclusive, também faz teatro.

A rotina da artista é bem agitada. Pela manhã, ela pratica crossfit. Durante a tarde é momento de revisar o conteúdo do curso superior e em seguida, de noite, ela vai às aulas na Universidade Federal de Roraima.

Os finais de semana não servem de descanso para esta jovem. Ela aproveita para sair com os amigos, desenha novos projetos e pratica artes cênicas.

Por enquanto, a arte ainda não é sua fonte de renda e ela explica o por quê: "Acho que se isso se tornasse uma obrigação eu poderia abusar. A arte, para mim, anda de mãos dadas com as minhas emoções, acho que complicaria transformar em ganha pão", disse.

Por maioria das vezes, Mari desenha por hobby, mas vez ou outra rola uma encomenda. "Nada que dê para ganhar muito dinheiro", brincou.

Quem quiser conhecer o trabalho da artista e quem sabe fazer até uma encomenda, pode encontra-la pelas redes sociais. No Instagram, o endereço é @mari_a_turco.

 

 

 

O QUE TÁ ROLANDO?

Eduardo Andrade/PMBV

Você que é pais ou mãe, que tem filho em escolas municipais: fiquem atentos! A 'IV Mostra Integrada de Artes, Educação Infantil e Educação Especial do Município' termina na sexta-feira, e ocorre, diariamente, das 9h às 15h.

A ideia é despertar nas crianças o respeito pelas diferenças entre cada um, seja por qualquer tipo de doença e raça.

Quem tiver dúvida sobre o evento e queira participar de alguma forma, deve entrar em contato com a diretoria da escola dos respectivos filhos.

 


VEJA TAMBÉM...