Esporte

Alunas do 'Abrindo Caminhos' conquistam medalhas em competição de ginástica na capital

Atletas de Boa Vista e Alto alegre participaram do Torneio Promessas da Ginástica de Roraima 2018


Atletas durante o orneio Promessas da Ginástica de Roraima 2018 - Lucas Almeida/SupCom

Mais uma vez o Programa Abrindo Caminhos teve destaque em competições esportivas e dessa vez, duas atletas saíram medalhistas no Torneio Promessas da Ginástica de Roraima 2018, promovido pela Federação Roraimense de Ginástica. O evento contou com dez representantes da modalidade de ginástica rítmica de Boa Vista e Alto Alegre.

Durante todo o sábado (4), 200 meninas de nove escolas de ginástica do Estado, mostraram o seu talento na quadra situada no bairro Santa Tereza.

Fazendo parte do programa há seis meses, a atleta Karynny Martins, de 11 anos, ficou em segundo lugar na categoria infantil. A garota explica que já estava se preparando para competir há um mês. "Eu gosto do que faço durante as aulas, estar aqui e conseguir uma medalha na minha categoria é uma realização".

Ansiosa com a primeira vez da filha Karynny, a dona de casa Tânia Marques, estava na torcida junto com as outras mães. "Sempre acompanho minha filha nas aulas e a ajudo na preparação. Meu sentimento é de gratidão pelo que o programa têm proporcionado não só a ela, mas para todas as meninas que fazem parte do Abrindo Caminhos", ressaltou.

Direto do núcleo da Assembleia Legislativa de Alto Alegre, Rosilene da Silva Silva, de 12 anos, conquistou a terceira posição, na categoria infantil. Quem também veio do município para a capital, foi Letícia de Oliveira, de 9 anos, que destaca o apoio da família para continuar no esporte. "Essa já é a segunda vez que participo de um campeonato. Conto sempre com o apoio dos meus familiares e tenho me dedicado bastante a cada aula".

Conforme a professora de ginástica, Iraima Carvalho, eventos como esses são a oportunidade que as alunas possuem de adquirir novas experiências para próximas competições. "Hoje elas estão participando de uma competição que requer além do nível base e envolve outras técnicas importantes para elas alcancem bons resultados", contou.

As atletas de 4 a 15 anos, foram divididas em cinco categorias: Fraldinha, Mirim, Pré-Infantil, Infantil e Juvenil. Para a coordenadora do evento, Caroline Maduro, o torneio foi a oportunidade que as atletas tiveram para novas experiências fora das academias. "São meninas que estão iniciando no esporte agora, por isso, a necessidade de dar essa chance para que elas mostrem o que estão aprendendo durante as aulas", conclui.

VEJA TAMBÉM...