Esporte

Atleta participará de Sul-Americano de Jiu-Jitsu em São Paulo

Dircelly Carvalho intensificou os treinos para representar o Estado na competição internacional


- Alex Paiva

A atleta do programa Abrindo Caminhos, Dircelly Carvalho, participará do campeonato Sul-Americano de Jiu-Jitsu, de 16 a 18 de novembro em Barueri (SP). Em busca de mais um título para a carreira, a jovem de 16 anos intensificou os treinos, com o auxílio do professor Bruno Romão.

Para subir ao lugar mais alto do pódio, Dircelly intensificou o treinamento tanto na parte física quanto na técnica. "É importante esse trabalho mais forte, até porque falta menos de um mês para o Sul-Americano, a finalidade é corrigir pequenos detalhes", comentou.

Na esperança de se tornar a primeira atleta juvenil roraimense campeã sul-americana graduada na faixa azul, Dircelly disse que vai para esse campeonato confiante e, pela primeira vez, vai lutar na categoria Absoluto. "Antes eu era faixa branca e não podia lutar nessa categoria. Quero representar bem Roraima, por meio do Abrindo Caminhos, e espero conseguir um ótimo resultado", disse.

Em 2018, a atleta conquistou vários campeonatos em nível nacional e internacional como o Roraimense, Amazonense, Brasileiro, Mundial, Roraima e Boa Vista de Jiu-Jitsu.

Sobre a intensificação dos treinos, o professor de jiu-jitsu do Abrindo Caminhos, Bruno Romão, disse que são duas horas de aula no programa, mais duas horas na academia, além de uma atividade cardiorrespiratória, para que ela se adapte melhor ao clima paulista, que em novembro estará com temperatura baixa.

"Nosso objetivo é trazer medalha, pois nossa parte técnica é boa. Mas, além da competição, vamos observar o nível de outras atletas, interagir e adquirir conhecimento. O Sul-Americano é uma porta de entrada ao mundo do jiu-jitsu para atletas que querem viver do esporte", explicou Romão.

O Campeonato Sul-Americano de Jiu-jitsu é promovido pela IBJJF (International Brazilian Jiu-Jitsu Federation) e terá atletas de países como Estados Unidos, Japão, Canadá, Suécia, Venezuela, Chile, Argentina e México.

VEJA TAMBÉM...