Esporte

Palmeiras faz sua estreia na Libertadores ainda indefinido

Apesar de seguir planejamento, Felipão não conseguiu achar time ideal


Felipão comanda treino do Palmeiras

O Palmeiras conseguiu manter seu planejamento, segurou a investida chinesa sobre seus destaques e reforçou o elenco para buscar seu grande objetivo na temporada: o título da Libertadores.

Apesar disso, o clube chega ao seu primeiro jogo no torneio, nesta quarta-feira (6), às 21h30, contra o Junior Barranquilla, na Colômbia, ainda longe de ter um time pronto.

Lesões de jogadores chave, o mau momento dos atacantes da equipe, reforços que ainda não renderam o que se espera e o desgaste de alguns atletas, mesmo com o rodízio de titulares, são alguns dos fatores que aumentam a indefinição na equipe.

Entre os problemas que Luiz Felipe Scolari ainda tenta solucionar está o de encontrar um substituto à altura de Willian, destaque na conquista do Brasileiro do ano passado, que operou o joelho direito e só deve voltar à equipe no segundo semestre de 2019.

Contratado no início do ano por R$ 24,4 milhões, o atacante Carlos Eduardo, que estava no Pyramids (EGI), foi a principal aposta da diretoria para substituir Willian. Até agora, porém, o jogador mais caro contratado pelo Palmeiras para esta temporada não conseguiu manter o nível das atuações do seu antecessor.

Tanto que Felipão já busca alternativas para a posição. Felipe Pires, que chegou por empréstimo do Hoffenheim (ALE), já ocupou a função e disputa com Carlos Eduardo a titularidade para esta quarta.
Os dois, no entanto, correm o risco de se tornar reservas de Gustavo Scarpa, que vinha se destacando, mas se lesionou e ficou fora dos três últimos jogos da equipe.

A isso se somam as más atuações do colombiano Borja e a indisciplina de Deyverson, que pegou seis jogos de suspensão no Paulista (já cumpriu quatro) por ter dado uma cusparada no volante Richard no clássico contra o Corinthians.

O comportamento do atacante, reincidente em atos de indisciplina, o deixou muito perto de sair do clube. 
A diretoria alviverde foi procurada pelo Shenzhen (CHN), interessado na contratação de  Deyverson, e estava disposta a negociá-lo. No entanto, após receber o apoio público de Felipão, o jogador recusou a proposta do futebol chinês.

Liberado para atuar pela Libertadores, o atacante deverá ser titular na partida contra o Junior Barranquilla, mesmo após Borja ter encerrado jejum de quatro jogos sem marcar na vitória por 3 a 2 sobre o Ituano, na última quarta (27).

Após a partida, porém, Felipão se mostrou preocupado com o preparo físico do time, que, segundo ele, caiu muito de rendimento no fim do jogo.

"Algumas coisas que vimos hoje [dia 27] não gostamos, principalmente nos últimos 20 e 30 minutos. Vamos conversar sobre um trabalho que precisamos fazer na parte física, porque alguma coisa tem acontecido, e não estou satisfeito", afirmou o treinador.

Por outro lado, a partida serviu para confirmar Ricardo Goulart como uma opção viável para o ataque alviverde. Em seu primeiro jogo como titular pelo Palmeiras, ele marcou dois gols e deu passe para Borja fazer o terceiro. Com isso, deve começar jogando na Colômbia.

SEE ALSO ...