Esporte

Sergio Ramos mostra impaciência com perguntas sobre Mourinho e Isco e evita polêmica com CR7

Sérgio Ramos defendeu Solari na coletiva de imprensa desta sexta-feira


- GIUSEPPE CACACE / AFP

A demissão de José Mourinho no Manchester United, consequentemente, fez com que surgissem diversos rumores sobre um possível retorno do técnico ao Real Madrid, comandado por Santiago Solari desde que Julen Lopetegui foi desligado do cargo. As especulações, porém, parecem não agradar muito a Sérgio Ramos, que mostrou grande incômodo com uma pergunta sobre o português, realizada em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira.

"Não sou ninguém para dizer. Quer que o capitão diga quem será o treinador? Nós ficamos sem ele por cinco anos e ainda estamos falando dele. O Real Madrid ganhou tudo e você ainda está falando de treinadores. Eu não vou jogar nesse jogo. Vamos falar de Solari, que poderá ser campeão do mundo amanhã", afirmou o zagueiro, que se prepara para disputar a final do Mundial de Clubes da Fifa, nos Emirados Árabes.

Neste sábado, o Real Madrid enfrenta o Al Ain, dos Emirados Árabes, na grande decisão do torneio. No Estádio Xeique Zayed, em Abu Dhabi, a bola rola a partir das 14h30 (no horário de Brasília). O adversário dos merengues, por sinal, é surpreendente, visto que eliminou o então favorito River Plate na semifinal. Sobre o fato, Ramos admitiu usar o ocorrido com os argentinos como exemplo para evitar uma nova zebra na finalíssima.

"No futebol você não ganha de ninguém só com o escudo. O talento se impõe, mas o físico e a intensidade também são muito importantes. Se você confia em si mesmo, dá no que dá. Vamos ter a mentalidade de um jogo muito sério. Olha o que aconteceu com o River Plate. O Al Ain tem bons jogadores. Mas teríamos gostado de enfrentar River porque eu tenho alguma empatia com equipes como River e Boca", apontou.

SEE ALSO ...