Mundo

Polícia do Paraguai mata integrante do PCC que estava foragido

Reinaldo de Araújo era considerado um dos líderes do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC)


Ele estava foragido do sistema prisional desde o ano passado

A polícia do Paraguai matou Reinaldo de Araújo, considerado um dos líderes do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC), durante troca de tiros em Villa Ygatymi, departamento de Canindeyu. A região fica na fronteira do Paraguai com o Brasil.

Araújo estava foragido desde que escapou no ano passado da prisão, em Assunção, capital paraguaia, e estava sob supervisão do Grupo Especializado. Ele fugiu ao lado de Thiago Ximenes, conhecido como Matrix, também procurado no Paraguai.

Em comunicado à imprensa, o ministro do Interior do Paraguai, Juan Ernesto Villamayor, parabenizou o trabalho da polícia.

"A polícia fez um trabalho estupendo de acompanhamento e procura", disse. "Houve um confronto armado em que um deles foi morto e o outro está foragido e é procurado."

Para o ministro, a captura de  Thiago Ximenes é "questão de horas".

VEJA TAMBÉM...