SEM PAGAMENTO

Não é de hoje que os funcionários das empresas terceirizadas ficam sem receber seus salários. O jogo de empurra entre os empresários e o governo do Estado também já é conhecido. No fim das contas os únicos que saem perdendo são aqueles que trabalham. Ontem foi a vez dos trabalhadores que fazem a limpeza do Hospital Geral de Roraima paralisar as atividades em protesto contra os atrasos no pagamento. Mais uma vez o jogo de empurra se destaca. Nem governo e nem empresa têm culpa no cartório.

COM PAGAMENTO

Enquanto as empresas que fazem a limpeza das unidades de saúde não pagam seus funcionários por falta de repasse do governo do Estado, a empresa que fornece comida para as unidades de saúde e sistema prisional recebe em dia. Esse é um mistério que tem que ser desvendado pelo Ministério Público de Roraima. Por que a discriminação contra as empresas que atuam na limpeza das unidades de saúde?

RESOLVER

Se os proprietários dessas empresas quiserem resolver o problema é só entrar em contato com o consultor Guilherme Campos que ele resolve. Ele consegue liberar dinheiro para outras empresas, então deve ser capaz de conseguir o mesmo para as empresas que fazem a limpeza dos hospitais.

SUSPENSOS

O presidente do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), senador Romero Jucá (RR), enviou ofício ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, no qual comunica a decisão de suspensão da atividade partidária em todos os níveis, e também de eventuais funções de direção partidária, por 60 dias, dos deputados federais Veneziano Vital do Rego (PB), Celso Pansera (RJ), Laura Carneiro (RJ), Sérgio Zveiter (RJ), Jarbas Vasconcelos (PE) e Vitor Valim (CE).

SUSPENSOS I

No ofício, o senador esclarece que a Comissão da Executiva Nacional do PMDB decidiu, por unanimidade, em reunião no dia 12 de julho passado, aprovar proposta da bancada do partido na Câmara dos Deputados pelo fechamento de questão contra a denúncia por crime do Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente da República, Michel Temer, e contra o parecer do deputado Sérgio Zveiter na questão, por falta de “fundamentação hábil e proporcionalidade”.

COLCHÕES

Está muito estranha essa história de doação de colchões para os presos da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo. Os dirigentes da Secretaria de Justiça e Cidadania garantem que 400 colchões foram comprados em setembro do ano passado e que nunca recebeu ou receberá doação de bandido. Só que ninguém consegue encontrar a licitação ou o contrato com uma empresa que forneça esse tipo de material. O governo do Estado não responde as indagações o que deixa nebulosa toda essa situação.

FGTS

Até o final de agosto, a Caixa Econômica Federal (Caixa) vai creditar R$ 7,8 bilhões nas contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de 88 milhões de trabalhadores, como distribuição dos resultados do fundo. Com isso, a rentabilidade das 245,7 milhões de contas chegará a 7,14%.

DADOS

Segundo dados divulgados pelo Palácio do Planalto, o lucro líquido do FGTS no ano passado foi de R$ 14,555 bilhões. Com a distribuição dos resultados do fundo, serão creditados, em média, R$ 29,62 em cada conta.

EDUCAÇÃO

O setor de educação do Estado não mudou nada. As escolas estão caindo aos pedaços, a merenda escolar continua ruim e a tão divulgada reforma geral nas unidades de ensino ficou só na garganta. Alunos ficaram sem ter algumas disciplinas por falta de professores e o transporte escolar foi deficiente e está pior. Enquanto isso a governadora Suely Campos faz de conta que nada está acontecendo no Estado. Não dá explicação e só manda seus assessores arrumarem culpados pela sua péssima administração.