Notícias Locais

'Concursos passaram por estudos e análises da Seplan', diz Suely Campos

Afirmação foi feita nas redes sociais da ex-governadora de Roraima; Estado alega que não houve planejamento


Progressista diz que concursos são essenciais para manter segurança da população - Arquivo/Roraima em Tempo

A ex-governadora Suely Campos (PP) usou as redes sociais para dizer que os concursos da Setrabes, Sejuc, Polícia Militar, Polícia Civil e Codesaima, passaram por estudos e análises da Secretaria do Planejamento (Seplan) antes de serem autorizados. O post de Suely compartilhado no Facebook tem quase 800 reações dos internautas.

"Os concursos que realizei passaram por estudos e análises da Secretaria do Planejamento e autorizei por entender a importância de melhorar a prestação do serviço público com servidores efetivos, principalmente na área da segurança, que padece com o baixo efetivo da PM e da Polícia Civil", defendeu.

A manifestação da ex-governadora veio em meio à manutenção de dois concursos e cancelamentos de outros dois certames pelo governo de Roraima. Depois de uma série de protestos, Antonio Denarium recuou e vai permanecer com os concursos da Setrabes e PM. Sejuc está cancelado e o da Polícia Civil será decidido na Justiça, já que existe liminar para que as provas sejam feitas. O Estado recorreu.

Suely Campos disse ainda que a realização de um concurso passa por diversas fases que antecedem o lançamento do edital, entre elas o impacto financeiro, e, por isso, fez os planejamentos. O governo do Estado alega que a gestão passada não deixou dinheiro empenhando na LOA para pagamento dos servidores, o que impossibilita a realização dos concursos.

A ex-chefe do Executivo escreveu que os concursos são essenciais para Roraima, tendo em vista o "momento em que o Estado recebe todo o impacto da crise da Venezuela e da nacionalização dos grupos criminosos". E finalizou: "sigo firme na defesa do povo de Roraima".

SEE ALSO ...