Notícias Locais

'Eu não tinha perspectiva e o Projeto Crescer mudou minha vida', diz jovem

Jessivane Cardoso participou do projeto da Prefeitura de Boa Vista durante três anos e lá aprendeu uma profissão


Projeto busca ensinar a jovens e adolescentes a terem uma profissão e a perspectiva de uma vida melhor - Divulgação

Muitos jovens e adolescentes chegam a essa fase da vida sem saber o que fazer. O tempo vago pode levá-los muitas vezes para o caminho errado. O Projeto Crescer, da Prefeitura de Boa Vista, busca ensinar essas pessoas a terem uma profissão e a perspectiva de uma vida melhor. Foi o que aconteceu com Jessivane Cardoso, que teve a vida mudada depois de participar do projeto.

De acordo com a jovem, antes de participar das atividades, ela não tinha muitas responsabilidades nem sabia qual profissão iria seguir. Jessivane começou no projeto em 2005 e de lá pra cá passou por uma grande reviravolta.

"Quando eu não conhecia o projeto, não fazia nada. Depois que entrei no Crescer, aprendi a costurar, a ter mais responsabilidade, deixar as minhas coisas arrumadas. Então, foi muito importante na minha vida", disse.

Depois de três anos no projeto, Jessivane acredita que se não tivesse passado por essas experiências, não estaria empregada hoje.

"Esse tempo no projeto me abriu novos caminhos, novas oportunidades e agora eu comecei a trabalhar. Antes, eu não sabia de muita coisa, e no projeto eu fui da oficina de moda, fazia roupas, produzia desfiles, e acessórios recicláveis. Essas experiências foram fundamentais para que eu conseguisse estar empregada hoje. Se não fosse o projeto, eu não sei o que eu estaria fazendo", reforçou.

INÍCIO

O Projeto Crescer foi criado em 2001 pela prefeitura para resgatar jovens que estavam sendo recrutados pelo crime. A eficácia dos programas da Prefeitura de Boa Vista fez com que o índice de aprovação da gestão de Teresa Surita chegasse a 80%.

A avaliação foi feita pelo Centro Integrado de Pesquisa e Comunicação (Cipec), divulgada na semana passada, e trata da aprovação da administração municipal de Boa vista, sendo a gestão atual a mais bem avaliada entre todos os municípios de Roraima.

A pesquisa realizada pelo Cipec está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número 02366/2018. Foram consultadas 1.400 pessoas, entre 27 e 30 de agosto, nos municípios de Alto Alegre, Amajari, Boa Vista, Cantá, Carcaraí, Caroebe, Mucajaí, Normandia, Pacaraima e Rorainópolis. A margem de erro é de 2,6 pontos para mais ou para menos e a confiabilidade dos resultados é de 95,5%.

Na avaliação sobre a Prefeitura de Boa Vista, 81,6% aprovam a atual administração, 16,7% desaprovam e 1,7% não souberam responder. Uma realidade que se compara com a aprovação de quase 80% de votos na última eleição, em 2016.

VEJA TAMBÉM...