Notícias Locais

Assembleia Legislativa esclarece presença da Polícia Civil na Casa; 'requerimentos administrativos'

Eles deixaram o prédio por volta de 11h45 com envelopes recolhidos na Assembleia


Agentes permaneceram no Poder Legislativo por cerca de duas horas - Fábio Calilo

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) explicou, nesta quinta-feira (6), que não houve qualquer operação da Polícia Civil no prédio, apenas protocolo de requerimento. 

"A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima esclarece que, ao contrário do que chegou a ser divulgado, de forma irresponsável, nas redes sociais, não houve qualquer tipo de operação policial na sede deste Poder", cita a nota divulgada pela Casa.

Pela manhã, agentes do Grupo de Resposta Tática, da Polícia Civil, foram à sede do Poder Legislativo e protocolaram um documento. A ação aconteceu por volta de 10h30 e contou com a participação de pelo menos cinco policiais e duas viaturas.

De acordo com a Casa, o documento trata de requerimentos administrativos para intimar servidores e ex-servidores do Poder Legislativo a prestar esclarecimentos sobre diárias recebidas no ano de 2015.

"Informa que agentes da Polícia Civil estiveram nesta Casa apenas para protocolar requerimentos administrativos e intimar servidores e ex-servidores deste Poder sobre assunto relacionado à prestação de contas de diárias recebidas no ano de 2015", esclareceu.

Os agentes chegaram à Casa, foram até a sessão de protocolo e fizeram o procedimento. Eles deixaram o prédio por volta de 11h45 com envelopes recolhidos na Assembleia.

VEJA TAMBÉM...