Notícias Locais

Consulado do Japão doa quase R$ 300 mil para Maternidade de Roraima

Dinheiro será usado para compra de insumos para o Hospital, que está em interdição ética desde fevereiro


Formalização do ato ocorreu na tarde de hoje no Palácio Senador Hélio Campos

O Consulado-Geral do Japão doou à Maternidade Nossa Senhora de Nazareth um cheque de mais de US$ 77 mil (dólares), o equivalente a R$ 295.706,20 pela atuação cotação da moeda americana. A cerimônia ocorreu nesta quarta-feira (13), no Palácio Senador Hélio Campos.

A ação faz parte do Programa de Assistência a Projetos Comunitários de Segurança Humana, do Governo Japonês. O governador Antonio Denarium (PSL) e a cônsul do Japão em Manaus, Hitomi Sekiguchi, assinaram o documento que formaliza a doação.

Estiveram presentes no evento o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e o secretário de Saúde de Roraima, Ailton Wanderley.

O cheque à Maternidade é uma das ações em comemoração aos 90 anos da imigração japonesa na Amazônia. O Brasil é o país que abriga a maior comunidade japonesa do mundo. A população de japoneses e descendentes no Brasil soma mais de 1,5 milhão, de acordo com dados do último Censo do IBGE.

CRISE

O dinheiro chega em meio ao desabastecimento de medicamentos e a falta de material cirúrgico no Estado. Essas deficiências na área motivaram o Conselho Regional de Medicina de Roraima (CRM-RR) a impor uma nova interdição ao Hospital Materno Infantil, bem como ao Hospital Geral de Roraima (HGR).

O Estado ainda está em calamidade pública na saúde, após assinatura de decreto no dia 25 de fevereiro, por causa de venezuelanas que entraram em Roraima, vítimas de atentados na Venezuela.

Para o secretário estadual de Saúde, Ailton Wanderley, a doação é um exemplo da fraternidade do país asiático em relação aos países amigos.

"É difícil imaginar como um povo tão distante da gente possa se preocupar com o que acontece aqui no Estado e nos ajudar. O Japão sempre teve em suas relações com outros países o reconhecimento da importância em disseminar a fraternidade", comentou o gestor.

VENEZUELA

A situação caótica na Venezuela e os reflexos em Roraima também foram um dos motivos para a doação, segundo a cônsul-Geral do Japão e Manaus, Hitomi Sekiguchi.

"A qualidade da saúde é primordial para garantir a vida das mães e dos bebês, sejam eles brasileiros, japoneses ou venezuelanos. O Japão é solidário com a situação que Roraima vive e a doação ajuda a atender as necessidades de todos", explicou.

O cenário de crise também preocupa o embaixador do Japão, Akira Yamada. "O país se preocupa com o que está acontecendo na América Latina e está disposto a ajudar a Venezuela e os países vizinhos, inclusive na questão migratória", assegurou. Yamada ainda irá amanhã à Pacaraima, fronteira entre Brasil e Venezuela.

Já Denarium aproveitou a visita para pedir aos representantes do governo japonês que divulguem o que há de bom no Estado.

"O que nós conversamos é que divulguem Roraima e enviem japoneses para conhecer o estado e ver que nós temos atrativos. O que precisamos é atrair os investidores para tornar Roraima mais forte", comentou Denarium.

SEE ALSO ...