Notícias Locais

Corretora de imóvel alerta sobre cuidados a serem tomados na compra de terreno

Compradores devem verificar uma série de situações antes de efetivarem compra de um imóvel

Créditos: Anderson Soares
- Reprodução

A aquisição de um terreno pode se tornar um problema se os devidos procedimentos não forem tomados antes da efetivação da compra, conforme informou Rosmery Malinowski, corretora e supervisora de vendas da Amazônia Imóveis. São vários os riscos de se comprar uma propriedade sem antes verificar a procedência.

Um dos riscos, segundo destacou Rosmery, é de que o comprador pode ser vítima de estelionato. Ela explicou que já teve conhecimento da ocorrência desse tipo de crime na em Boa Vista. A ilegalidade consiste na falsificação de documentos do terreno, e posteriormente vendido como legalizado.

"Hoje em dia está muito comum a venda de terrenos em redes sociais e aplicativos de mensagens. Os vendedores mandam mensagens com foto do local e colocam informações do anúncio, mas, muitas vezes é um golpe. As pessoas devem ficar atentas a isso. Gostou do imóvel? Verifica toda documentação junto à prefeitura, bem como no Cartório do Registro de Imóveis", orientou.

Ela acrescentou ainda aos compradores verificar se de fato a pessoa que vende é a mesma que consta no documento do imóvel. Segundo ela, o comprador deve pedir do vendedor a Certidão do Registro do Cartório de Imóveis, na qual consta se a referida área está hipotecada ou alienada.

Na prefeitura, deve ser verificado se o local possui dívida do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). É importante ainda comparecer nas empresas reesposáveis pelo fornecimento de água e luz, também para verificar débitos e se o nome do titular é de quem está disposto a vender a área.

"A Caerr [Companhia de Águas e Esgotos de Roraima] só faz ligação de água mediante apresentação do documento do imóvel, além do titular apresentar os documentos pessoais dele. Às vezes, a pessoa quer comprar e não toma esse cuidado. Tem pressa em concluir a compra e não verifica todas essas questões", destacou.

Rosmery chamou atenção ainda em relação ao documento para transferência do terreno. Segundo ela, é importante verificar o último dono de fato do local, para evitar problemas futuros.

"Em muitos casos as pessoas compram um imóvel que está todo enrolado. Já passou por três donos e quem está vendendo é um quarto que se diz proprietário. Mas realmente foi vendido? Esse documento num é falsificado? Tem toda uma questão de análise que deve ser feita antes de fechar o negócio", orientou.

 

VENDAS SUSPEITAS

O jornal Roraima em Tempo recebeu informações de que terrenos em uma área denominada Agrovila Antonio Torres, localizada a sete minutos da Capital sentido ao município de Alto Alegre, estão sendo vendidos por R$ 500

Segundo o anúncio, o terreno mede 15x30 e foi entregue recentemente pela Federação das Associações de Moradores de Roraima (Famer). A reportagem tentou entrar em contato com o responsável pela entidade para saber se a área está legalizada e se poderia ser vendida, mas as ligações não foram atendidas.              

SEE ALSO ...