Notícias Locais

Criminoso em prisão domiciliar é preso em flagrante após se exibir em vídeo com pistola

Darlan Santos Alves, 21 anos, foi localizado na sede de Pacaraima, município ao Norte de Roraima

Créditos: Nonato Sousa
- Divulgação

Um integrante de uma facção criminosa apelidado de 'Justiceiro', que estavam em prisão domiciliar, foi preso em flagrante nessa terça-feira (22) por porte ilegal de arma de fogo, depois de se exibir num vídeo com uma pistola calibre 380 e fazer ameaças a quem se aproximasse da namorada.

Darlan Santos Alves, 21 anos, foi localizado na sede de Pacaraima, município ao Norte de Roraima, na fronteira com a Venezuela.

Antes de exibir a arma de fogo, o criminoso iniciou a gravação do vídeo mostrando uma faca de mesa e um terçado. De maneira irônica no vídeo, 'Justiceiro' falou sobre ciúme.

"Fico olhando esse povo e não consigo entender. Tudo ciumento. Um ciúme besta. Eu não sou assim. Sou um cara tranquilo. Por exemplo, tenho minha namorada, tá na casa dela. Se você quiser falar com ela, pode falar nós somos super tranquilo. Nós somos de boa. Mas, se você quiser mandar uma mensagem assim pra ela, também pode mandar", disse Darlan no vídeo, momento em que exibe um terçado e a faca juntos e passa um sobre o outro.

Na sequência do vídeo, 'Justiceiro' continua: "não vejo problema nenhum amizade entre homem e mulher. Mas se você inventar de chamar ela pra sair. Sabe o que que eu vou fazer? Não vou fazer nada". Em seguida à frase, ele pega a pistola que estava sobre uma mesa e exibe para a câmera, coloca o pente com munição e engatilha a arma.

O vídeo com a gravação do presidiário viralizou nos grupos de notícia em Boa Vista. A reportagem apurou que 'Justiceiro' foi detido pelos militares do Exército em Pacaraima e conduzido para a delegacia de Polícia Civil.

Na manhã dessa quarta-feira, a delegada Rozane Maria Widmar, titular da delegacia de Polícia Civil em Pacaraima, confirmou ao Roraima em Tempo a prisão em flagrante dele por porte ilegal de arma de fogo.

Ela informou que o procedimento foi feito pelo delegado Maique Evelim. A reportagem tentou falar com o delegado para se inteirar do caso, mas o contato por telefone não completou. Também foi deixada mensagem na rede social, mas até a conclusão da matéria o delegado não respondeu.

Nessa quarta-feira, o jovem foi apresentado à Justiça para audiência de custódia, mas o resultado não foi informado.

SEE ALSO ...