Notícias Locais

Economista explica benefícios do investimento em turismo no Estado


Segundo estudo feito pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o turismo tem gerado muitas ofertas de emprego. Apenas em Roraima foram 80 ofertas durante este ano. A economista do Conselho Regional de Economia (Corecon Roraima) Rossana Souza explica porque acontece o fenômeno e como seria para a economia local.

De acordo com a profissional, o turismo surgiu séculos atrás. "Este é um fenômeno da sociedade moderna e grande importância econômica, social, política, ambiental e cultural", declarou.

"Nos tempos atuais o que permitiu o rápido crescimento do turismo de massa foi à coincidência de fatores como melhor renda e aeronaves e automóveis mais acessíveis, por exemplo, são alguns dos fatores que colaboram", disse.

Conforme informou a profissional, o turismo é considerado um fenômeno social decorrente do desenvolvimento. A atividade turística traz grandes benefícios para a sociedade como um todo, principalmente através do crescimento econômico direta ou indireta. As atividades de viagens e turismo são grandes geradoras de emprego, e ainda, é uma das áreas que crescem bastante.

"O turismo é uma atividade bastante ampla também do ponto de vista produtivo, pois engloba vários segmentos da economia e não se limita a hospedagens, transportes, agências de viagens ou serviços de entretenimento", informou a economista.

"O Turismo promove bastante o desenvolvimento em função do efeito multiplicador dos investimentos e dos acréscimos da demanda interna, ele é um elemento importante para o planejamento regional ou territorial", disse.

Rossana disse acreditar que o turismo é uma boa fonte de renda para o Estado de Roraima. "É muito bom sim, tudo tem como se desenvolver, basta um planejamento e investimento".

Acrescentou que Roraima já esteve colocado entre os melhores locais de investimento turístico, e que há muitos locais para explorar turisticamente no Estado, tais como o município de Uiramutã, e os locais mais frequentes, como a Serra Grande e o Monte Roraima, por exemplo.

SEE ALSO ...