Notícias Locais

Empresária tem prejuízo de R$ 10 mil após vândalos destruírem frente de loja

Loja foi destruída pela ação de vândalos durante madrugada

Créditos: Anderson Soares
- Divulgação

Uma loja localizada no bairro Canarinho, zona Leste de Boa Vista, foi alvo de vândalos pelo menos duas vezes recentemente. A dona do empreendimento, que preferiu não se identificar, estima prejuízo de mais de R$ 10 mil. A ocorrência foi registrada em uma delegacia, mas os suspeitos de cometerem o crime ainda não foram presos.

Conforme o artigo 163 do Código Penal, vandalismo é crime e a pena para quem for pego destruindo o patrimônio público pode variar de seis meses a três anos de detenção, além de multa.

"No Natal foi a parte superior da vitrine [que foi destruída], e eu fiquei durante toda festividade de Natal e final de ano com a loja praticamente aberta. A minha sorte, como foi no piso superior, não precisava de segurança, mas, agora vou precisar colocar tapume", comentou a empresária, ao ressaltar que já fez compra de vidros para frente da loja e aguarda entrega para iniciar instalação.

A prática de vandalismo tem se tornado frequente em Boa Vista. Uma das principais regiões escolhidas pelos criminosos são empreendimentos localizados na Avenida Ville Roy, no perímetro que inicia no Centro Cívico e termina em um Shopping no bairro Caçari.

Os infratores também já destruíram placas de sinalização de trânsito e abrigos de ônibus, causando prejuízo ao município. Por causa do aumento da criminalidade, o patrulhamento na região foi reforçado.

O comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Damasceno, afirmou que medidas estão sendo tomadas para coibir vandalismo e prender os criminosos. Segundo ele, as ocorrências costumam acontecer durante os finais de semana, no período da noite.

"Aqueles jovens praticam o ato principalmente quando tem festas depois do Shopping. Eles se reúnem, tomam bebidas e praticam vandalismo. Estamos fazendo levantamento pelo serviço de inteligência da Polícia Militar de Roraima, não medindo esforços para localizar e prender esses elementos", enfatizou o comandante.

Para inibir o crime na cidade, a Guarda Civil Municipal (GCM) também tem atuado com patrulhamento diário nas ruas da Capital. Caso seja identificada a infração, os suspeitos são conduzidos à delegacia para providências cabíveis, segundo informou superintendente da Guarda, Murilo Santos.

"Temos orientado nossas equipes para tentar coibir isso que chamamos de 'grande prejuízo ao munícipe', uma vez que a prefeitura tem toda preocupação de deixar as ruas bonitas, os abrigos de ônibus climatizados, e lixeiras organizadas. E elementos, com certa maldade, tem a preocupação de destruir esse patrimônio", lamentou.  

Ainda segundo o superintendente, é importante que a população cuide do patrimônio público para que continue preservado.

"Eu acredito que a pena, de certa forma, não vai corrigir o indivíduo. É preciso ele criar um espírito de educação, de cultivo das coisas que a cidade oferece", complementou.  

 

SEE ALSO ...