Notícias Locais

Esposas de militares fecham quartel em Alto Alegre; já são sete municípios com bloqueios

Com o batalhão fechado, as viaturas ficam impedidas de sair do local para atender as ocorrências na cidade


Mulheres receberam doações na manhã de hoje; protesto iniciou por volta de 6h - Arquivo Pessoal

Na manhã desta quinta-feira (06), esposas de militares fecharam mais um quartel da Polícia Militar de Roraima. Desta vez, o bloqueio acontece no município de Alto Alegre.

Esta é a sétima cidade que está com batalhão de portas trancadas. Ao todo, nove locais registram protesto dos familiares, sendo três em Boa Vista, e um em cada município que aderiu ao movimento: Alto Alegre, São João da Baliza, Caroebe, Caracaraí, Pacaraima e Rorainópolis.

De acordo com a organizadora das manifestações no interior do Estado, Jeane Lopes, o objetivo é unificar a sociedade e as famílias para chamar a atenção do poder público em prol da regularização dos salários.  

Segundo informações de Jeane, no local existem mulheres com crianças e bebês de colo. Na tenda montada em frente ao batalhão, em Alto Alegre, as esposas pedem doações de alimentos por meio de placas e cartazes. Diversas caixas foram postas no lugar para que as doações sejam depositadas.

"Pedimos apoio a quem faz a segurança do nosso Estado", cita texto de uma das placas. Até o momento, diversas cestas básicas e alimentos não perecíveis foram arrecadados.

"Solicitamos também medicamentos, produtos de higiene pessoal e limpeza, fraldas e leites para as crianças", complementou Jeane.

VEJA TAMBÉM...