Notícias Locais

Força Nacional permanece em Roraima e intervenção nos presídios é prorrogada por mais 45 dias

Decreto está publicado no Diário Oficial da União; Ministro da Justiça assina documento


- Divulgação

O governo federal prorrogou, nesta terça-feira (12), a permanência da Força Nacional em Roraima por mais 60 dias. A solicitação havia sido feita pelo Governo do Estado no último fim de semana, conforme anunciado pelo Executivo.

"Considerando a manifestação [o ministro] resolve autorizar a prorrogação do emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Estado de Roraima, na cidade de Boa Vista, por 60 (sessenta) dias, a contar de 27 de fevereiro de 2019", cita trecho da publicação no Diário Oficial da União.

Há seis meses, 120 homens da Força Nacional de Segurança Pública atuam em Roraima. O período de atuação dos agentes se encerraria no fim de fevereiro, mas o governador Antonio Denarium (PSL) pediu a prorrogação por mais 180 dias.

Com a presença do reforço policial e a intervenção no Sistema Prisional, a meta do Governo é consolidar as ações preventivas e repressivas para um combate mais qualificado à criminalidade no estado. 

O documento assinado pelo ministro Sergio Moro diz que os órgãos de segurança do Estado darão apoio à Força Nacional. O contigente federal "vai atuar nas atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, em apoio aos órgãos de segurança pública estaduais", determina o ministro.

SISTEMA PRISIONAL

Moro também prorrogou a atuação dos agentes federais no Sistema Prisional de Roraima. A solicitação também havia sido feita pelo governador Denarium, visto que as obras de reforça da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo não finalizaram.

"Autorizar a prorrogação do emprego da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária, em caráter episódico e planejado, a contar de 19 de fevereiro de 2019, por mais 45 dias, para exercer atividades e serviços de guarda, vigilância e custódia de presos, especificamente na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo", diz.

SEE ALSO ...