Notícias Locais

Governo vai processar senador Telmário Mota após acusações de 'esquema' no transporte escolar

Senador gravou vídeos falando que governador contrata empresas de Manaus com histórico de faucatruas


Senador gravou vídeo sobre denúncia envolvendo o transporte escolar - Divulgação

O governo de Roraima divulgou no canal Agência Roraima de Notícias, do próprio Executivo, que vai acionar na Justiça o senador Telmário Mota (PROS). A informação foi repassada na tarde desta terça-feira (12), após vídeos do parlamentar acusando o governador Antonio Denarium (PSL) de 'esquema' no transporte escolar.

"O governo de Roraima acionará o parlamentar na Justiça, para que ele explique as falsas acusações", informou a apresentadora do canal institucional. 

A manifestação do Executivo veio depois de o senador Telmário Mota afirmar que havia recebido uma denúncia grave envolvendo a contratação do serviço de transporte escolar em Roraima. Segundo ele, duas empresas de Manaus (AM), com histórico de corrupção, estariam firmando contrato com o governo.

"Ele [Denarium] está contratando duas empresas de Manaus. Essas empresas já faziam faucatruas no governo da Suely. Serviu carro para Aderr, agricultura, já estão com carro na Segurança. Denarium, vou dizer uma coisa para você: você não vai roubar. Eu vou denunciar isso no Ministério Público Federal, no Tribunal de Contas", declarou o político nas imagens.

Mota acrescentou que Denarium, quando interventor federal, recebeu R$ 200 milhões para quitar "todos" os débitos do governo. No entanto, a informação foi rebatida pelo governo, que explicou a destinação da verba: regularização dos salários dos servidores e pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) às prefeituras.

O senador Telmário Mota diz então que: "se eles [órgãos fiscalizadores] não derem conta, eu vou fazer uma CPI, eu sou senador, eu vou te colocar na cadeia, seu engraçadinho", direciona a fala ao governador. As imagens foram gravadas em frente ao Palácio, onde empresários do setor de transporte protestam contra a falta de repasses do Executivo.

O Roraima em Tempo tenta contato com a defesa do senador Telmário Mota.

VERBA

Em dezembro do ano passado, o governo federal enviou por meio do Ministério do Planejamento R$ 225,7 milhões. A preocupação do governo era colocar em dia o pagamento dos servidores que, em alguns setores, estavam com quatro meses atrasado.

No início, a União havia se comprometido em repassar R$ 200 milhões, mas aumentou o recurso em R$ 25 milhões para pagar dívidas com os municípios, como o ICMS, ISS e IPVA, que estavam à época atrasadas.

 

SEE ALSO ...