Notícias Locais

Mesmo sem precisar votar, eleitora de 75 anos afirma gostar de exercer cidadania

Voto feminino começou a ser permitido no Brasil apenas em 1932 durante o governo de Vargas


Cleilza Cabral diz ter começado a votar aos 24 anos e afirma pretender fazê-lo até o fim da vida - Fabio Calilo

Cleilza Cabral, de 75 anos, marcou presença nas eleições 2018. Mesmo sendo facultativo, ela escolheu continuar votando. A aposentada acredita que é importante exercer sempre o "poder de voto".

O voto é facultativo para maiores de 16 e menores de 18 anos e para adultos acima de 70 e analfabetos. Apesar disso, muitos idosos decidem continuar votando e participando das decisões políticas. Thalles Felipe, de apenas 17, também foi outro a comparecer a uma seção para votar nesse domingo (7), mesmo sendo opcional por causa da idade.

Cleilza contou que só pôde começar a votar aos 24 anos, pois em "seu tempo" as mulheres só podiam participar das eleições com essa idade. Desde então, ela comparece todos os anos à sua seção para deixar o voto nas urnas. A aposentada contou que gosta muito de votar e acha importante para poder contribuir com as decisões políticas.

"Cada um tem a sua opinião e, como patriota, eu gosto de votar", disse.

Ela ainda declarou que nunca gostou de se envolver muito com a política, mas procura seus candidatos e afirma que votará até quando puder.

Já Thalles Felipe, ainda estudante do terceiro ano do ensino médio, decidiu votar pela primeira vez este ano, antes que isso passasse a ser obrigatório para ele, pois acredita que esta é uma maneira de exercer a cidadania.

Ele contou que para esta eleição pesquisou bastante antes de ir às urnas. "Pesquisei todas as propostas e tudo sobre eles", contou.

O estudante ainda disse que acha que todos os adolescentes com idade entre 16 e 18 anos deveriam votar, pois, dessa forma, poderia já ter a experiência necessária para continuar votando nas eleições seguintes que já se tornarão obrigatórias.

O adolescente disse que votar com essa idade foi uma decisão que ele mesmo tomou e afirma estar muito feliz por estar participando pela primeira vez.

EVOLUÇÃO

O voto feminino começou a ser permitido no Brasil apenas no ano de 1932 durante o governo provisório de Getúlio Vargas. Apesar disso, havia muitas regras a serem seguidas, que foram retiradas da Constituição apenas em 1934. A obrigatoriedade de voto para as mulheres passou a existir em 1946.

SEE ALSO ...