Notícias Locais

Pai do prefeito de Caroebe se apresenta à polícia após atropelar jovem na BR-210

Caso aconteceu na sexta-feira (4), mas corpo do jovem de 23 anos só foi localizado no dia seguinte, 20h depois

Créditos: Nonato Sousa
- Divulgação

O delegado Fernando Da Cruz, da Polícia Civil do município de São João da Baliza, no Sul de Roraima, confirmou na tarde dessa segunda-feira (7), que o motorista Argilio Martins da Fonseca, envolvido no atropelamento e morte do jovem José Batista de Lima, 23, e se apresentou à polícia. Ele é pai do prefeito de Caroebe, Argilson Nascimento.

Fonseca se apresentou na delegacia de Polícia Civil de Baliza na manhã dessa segunda-feira com dois advogados. Ele confirmou em interrogatório ao delegado que conduzia a picape Hilux prata de sua propriedade, sozinho, quando atropelou Lima. Segundo o delegado, o motorista disse que não viu a vítima na estrada e que após o acidente, a princípio achou que se se tratava de um animal.

O motorista disse ao delegado que retornou ao local do atropelamento, mas que não encontrou nada e não suspeitou que tivesse atropelado uma pessoa. Depois disso foi embora.

"A Hilux foi apresentada na delegacia e encaminhada para a criminalística para ser feita a perícia. Ele apresentou testemunhas para serem ouvidas, mas os agentes farão diligências para tentar localizar outras possíveis testemunhas do ocorrido. O motorista foi interrogado e vai responder ao inquérito por homicídio culposo na direção de veículo automotor e possível ocultação de cadáver. Caso comprovado será indiciado e o procedimento remetido ao Ministério Público, para a ação Penal Competente", informou o Da Cruz.

CASO

Conforme as poucas informações do caso, Lima foi atropelado na BR-210 e devido à violência com que a picape atingiu a vítima, o corpo do jovem foi arremessado para fora da estrada e só foi encontrado na manhã seguinte ao acidente, sábado (5).

O corpo de Lima ficou por quase 20h no local até ser recolhido pela equipe do Instituto de Medicina Legal e removido ao órgão na capital para o exame cadavérico.

Segundo uma irmã da vítima, ele costumava fazer caminhada na BR no final da tarde e acredita que o irmão estava fazendo sua caminhada vespertina, quando foi atropelado. Ainda segundo a familiar, o motorista fugiu do local sem prestar socorro.

Ela acredita que se o irmão tivesse tido socorro, talvez teria chance de sobreviver. "o que fizeram com ele foi desumano e covarde porque poderiam tê-lo salvado", acusou a irmã.

PAI DO PREFEITO

Ainda no fim de semana, as informações repassadas pela irmã do jovem atropelado, e outras pessoas que falaram com a reportagem, eram de que o motorista envolvido no acidente fatal se tratava do pai do prefeito do município de Caroebe, o que foi confirmado pelo delegado nessa segunda-feira.

 

VEJA TAMBÉM...