Notícias Locais

Polícia esclarece tentativa de latrocínio em escola apreende outro adolescente

Adolescente infrator estava com R$ 4,3 mil

Créditos: Nonato Sousa
- Reprodução

A investigação para identificar o segundo assaltante envolvido no episódio de invasão de uma escola estadual no dia 29 de janeiro, no bairro Jóquei Clube, zona Oeste de Boa Vista, foi concluída na sexta-feira (01).

A tentativa de roubo de uma motocicleta que estava no pátio da unidade de ensino, terminou com o porteiro da escola baleado por um dos dois criminosos.

De acordo com a Polícia Civil, o assaltante é um adolescente de 16 anos. Ainda no dia do crime, outro adolescente de 16 anos foi detido por policiais militares que atenderam a ocorrência.

O comparsa dele conseguiu fugir do local e não havia sido identificado. Sob o comando do delegado Volmir Hoffmann de Vargas, titular da Delegacia da Infância e Juventude (DDIJ), agentes começaram a investigar o caso para chegar ao segundo criminoso, a partir da entrega do relatório dos PMs e do adolescente.

Na sexta-feira, após a identificação do segundo assaltante, o delegado pediu a internação provisória do jovem infrator ao juiz da 2ª Vara da Infância e Juventude na capital, que concedeu.

Ainda na sexta-feira, o adolescente foi localizado e apreendido em cumprimento a determinação judicial. Ele passou por exame de integridade física e depois foi recolhido ao Centro Socioeducativo (CSE).

DINHEIRO

Conforme o delegado, o adolescente foi localizado em casa no bairro Pintolândia e no momento da apreensão foi encontrado com um montante de R$ 4,3 mil. "Ele confessou participação nos crimes investigados e revelou ainda que o dinheiro encontrado era oriundo do tráfico de drogas", frisou Vargas.

CASO

Na tarde de terça-feira, 29, de janeiro, os dois adolescentes assaltaram uma loja de materiais de construção, no bairro Jóquei Clube, de onde com uma arma de fogo um deles ameaçou o dono e roubou R$ 1,5 mil.

Ele e comparsa andavam numa moto roubada e na fuga foram perseguidos pelo dono do comércio e populares. Eles abandonaram o veículo e seguiram a fuga a pé.

Posteriormente, pularam o muro da escola onde um deles rendeu uma funcionária, a puxou pelos cabelos e ameaçou atirar em sua cabeça. Ele exigia a chave da moto que estava estacionada no local, para roubar fugir com o comparsa, momento em que o vigia tentou intervir para libertar a funcionária.

O adolescente disparou contra o vigia e acertou o braço do servidor. O adolescente desistiu de roubar a moto, largou a mulher e fugiu correndo, mas logo depois foi capturado por PMs que chegavam à escola. O comparsa dele conseguiu fugir.

O adolescente que atirou no vigia foi entregue na delegacia e acabou apreendido em flagrante por tentativa de latrocínio e depois recolhido ao CSE. Ainda na terça-feira depois da apreensão do jovem infrator, várias vítima de roubos estiveram na delegacia e o reconheceram como sendo responsável por outros roubos de celulares, de uma motocicleta e também numa farmácia. Os casos estão em apuração.

APELO

"Denúncias ou informações da participação de adolescentes em atividades ilícitas, ou até mesmo em situação de evasão do CSE (Centro Sócio Educativo) pode ser denunciado ao Disque-Denúncia, por meio do número 181, ou para o número 190. O cidadão pode passar informações ainda pelo contato de WhatsApp da delegacia 095-99148-2275 e/ou no e-mail [email protected]".

 

 

SEE ALSO ...