Notícias Locais

Quase 500 exames para cuidar e prevenir câncer de mama foram feitos este ano em RR

Especialistas alertam que é de fundamental importância as mulheres se submeterem ao exame


Segundo dados repassados pela Sesau, pelo menos 34 casos de câncer de mama já foram confirmados este ano em Roraima; prevenção é o melhor caminho - Arquivo

Um levantamento mostra que de janeiro a setembro deste ano, em Roraima, foram feitos quase 500 atendimentos de mastologia e de mamografia para cuidar e prevenir o câncer de mama. Os dados foram divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Em comparação aos atendimentos realizados durante todo o ano passado, qauando foram 625 consultas, o número ainda está baixo, mas 2018 deve se encerrar com quase a mesma quantidade. Em 2016, foram apenas 222 atendimentos na rede estadual.

Os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para diagnóstico do câncer de mama se iniciam pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde um clínico geral avalia as queixas das pacientes e, caso necessário, as encaminha primeiramente para o Centro de Prevenção de Câncer de Colo e Mama (CPCOM).

Caso haja uma alteração potencialmente maligna, o Centro Municipal encaminha a paciente para o Centro de Referência de Saúde da Mulher (CRSM), que oferece atendimento e exames na área de mastologia, especialidade médica que estuda, previne, diagnostica e trata as doenças ou alterações da mama.

Após todos os exames e em caso positivo de câncer, o CRSM referencia a paciente para a Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), no Hospital Geral de Roraima(HGR), onde especialistas vão avaliar e definir o melhor tratamento de acordo com cada caso.

Além dos serviços ofertados pelas unidades citadas, a Saúde estadual conta também com contratos com clínicas conveniadas para a realização de mamografia, com o Centro de Cardiologia e Diagnóstico por Imagem (CCDI) e com a Carreta Saúde da Mulher.

OUTUBRO ROSA

Desde o início do mês, se iniciou em todo país o "Outubro Rosa", campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, o de colo do útero.

A iniciativa surgiu na década de 1990, com o propósito de estimular a participação da população no controle do câncer de mama. A campanha ocorre anualmente, com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, além de contribuir para a redução da mortalidade.

Em várias regiões do país, durante o mês de outubro, são realizados eventos com programação especial voltada para a temática, a exemplo de palestras técnicas, debates e apresentações sobre o a doença, assim como há a distribuição de material gráfico e outros recursos educativos para disseminar informações sobre prevenção e detecção precoce da doença.

CASOS CONFIRMADOS

Segundo dados repassados pela Sesau, pelo menos 34 casos de câncer de mama já foram confirmados este ano em Roraima, número que tem crescido em comparação com anos anteriores. Em 2017, foram 32, enquanto no mesmo período de 2016 e 2015 foram 25 e 20 casos, respectivamente.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns deles têm desenvolvimento rápido, enquanto outros são mais lentos. Depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de mama responde por quase 25% dos casos novos a cada ano.

Para combater a doença, o Ministério da Saúde oferece atendimento gratuito por meio do SUS. Em alguns municípios, o tratamento também está disponível nas unidades básicas de saúde.

VEJA TAMBÉM...