Notícias Locais

Rádio Roraima completa 62 anos: 'saqueada, sugada e jogada no lixo', diz governo

Postagem feita nesta sexta (4) afirma que contratos fraudulentos, desvios de recursos e equipamentos ultrapassados são a realidade do local


Rádio Roraima é um dos patrimônios do governo do estado

O governo de Roraima publicou, em perfil oficial no Facebook, que a Rádio Roraima, patrimônio do Estado, completa 62 anos, mas não há o que comemorar. A postagem foi feita nesta sexta-feira (4) e afirma que contratos fraudulentos, desvios de recursos e equipamentos ultrapassados são a realidade do local que transmite programação a centenas de pessoas diariamente.

"Envelhecida, mal conservada e abandonada pelos governos passados. A Rádio Roraima foi saqueada, sugada em seus recursos e jogada no lixo", diz trecho da publicação. "A Rádio Roraima convive hoje, em mais um aniversário, com a dor e a tristeza de poucos antigos servidores, que amam e que enchem os seus olhos de lágrimas ao lembrar como era a 'voz' das notícias do Estado", complementa.

A Rádio tem dívidas em mais de R$ 10 milhões, segundo informações extraoficiais repassadas à reportagem. A ideia do novo governo é reestrutura o espaço com uma nova programação auditar contratos, buscar investidores e transformá-la em FM, "uma tendência que ditará sua sobrevivência", garante o governo.

Em 2015, na gestão de Suely Campos, a direção da emissora chegou a informar que teria parcelado em 60 vezes um montante de R$ 1,2 milhão em dívidas, com a finalidade de evitar bloqueios online e penhora de bens. Os débitos eram referentes a gestões anteriores, do período entre 2009 a 2014.

"Mergulhada em dívidas trabalhistas, em sua grande maioria, daqueles que nada fizeram, pois a rádio foi apenas usada como um cabide de emprego nas últimas décadas. Uma equipe de profissionais, apaixonada pela comunicação, já está trabalhando com o objetivo de reerguer e fazer com que a voz de Roraima volte a ecoar nos quatro cantos do Estado, com sorrisos e muita música", revelou o executivo estadual.

 

SEE ALSO ...