Notícias Locais

Roraima fecha 270 postos de empregos formais em junho, conforme o Caged

Roraima fechou junho com um saldo negativo do emprego formal. No mês, o Estado registrou


Vagas de empregos formais de Roraima em junho caíram 0,52% em relação a maio - Divulgação
 

Emprego formal é aquele que possui vínculo empregatício e garante um salário pago mensalmente. Além da remuneração, este trabalhador pode usufruir de benefícios como auxílio-alimentação e transporte, planos de saúde e odontológico.

A indústria de transformação fechou 78 postos de trabalho, o setor de serviços, 68, extrativa mineral, administração pública, e agropecuária fecharam 3 postos cada. O único setor que contratou mais do que demitiu no Estado em junho foi o comércio, que abriu 68 novas vagas de emprego.

Paula Amorim conseguiu ser contratada no início do mês em uma loja de perfumes. Depois de um ano desempregada, ela diz que vai aproveitar essa chance e se esforçar ao máximo.

"Foi mais de um ano entregando currículos, correndo atrás e agora eu consegui uma vaga de vendedora. Vai ajudar muito lá em casa, tenho uma filha pequena e estava precisando. O objetivo é me esforçar ao máximo, ficar aqui por muito tempo e, quem sabe, conseguir uma promoção", comemorou.

Roraima ficou bem abaixo de outros estados da Região Norte. Foram criados 930 novos postos de emprego formal em toda a região. No Centro-Oeste, foram 8.366 vagas; no Sudeste, 3.612; no Nordeste, 3.581; e no Norte, 930. Apenas na Região Sul o saldo foi negativo, com o fechamento de 17.150 postos. Dezesseis unidades federativas registraram variação positiva no emprego e 11, negativa.

ESTABILIDADE

No Brasil, o emprego formal se manteve estável em junho. Foram registradas no mês 1.167.531 admissões e 1.168.192 desligamentos, que resultaram em um saldo negativo de 661 vagas. Com isso, o estoque de empregos do país ficou em 38.212.388.

As atividades que mais criaram vagas foram as ligadas à agropecuária, que teve saldo de 40.917 empregos, resultantes de 113.179 admissões e 72.262 desligamentos, uma expansão de 2,58%. O segundo melhor desempenho da economia em junho foi o do setor de serviços industriais de utilidade pública, com saldo de 1.151 postos, resultado de 6.849 admissões e 5.698 desligamentos.

VEJA TAMBÉM...