Notícias Locais

Roraima tem quase 13 mil títulos de eleitor Cancelados pela Justiça Eleitoral

O estado da Bahia lidera a lista de regiões que mais tiveram títulos cancelados, pouco mais de 500 mil


Bahia é o estado que teve mais cancelamentos, com pouco mais de 500 mil - Divulgação

Um balanço divulgado nesta semana mostrou que em Roraima quase 13 mil títulos de eleitores foram cancelados pela Justiça Eleitoral. Em todo país, esse quantitativo chega na casa dos 3,4 milhões, sendo a Bahia o estado que teve mais cancelamentos, com pouco mais de 500 mil.

O cancelamento do documento ocorreu por ponta da ausência do eleitor na revisão cadastral, procedimento considerado necessário, que abrange o cadastramento biométrico. O processo de biométrica já foi concluído recentemente em todas as regiões em Roraima, conforme foi informado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TER/RR).

Cerca de 1.200 municípios no Brasil tiveram os títulos cancelados, o que significa que esses eleitores não poderão participar das eleições deste ano. O prazo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para regularização da situação cadastral terminou no dia 9 de maio.

Conforme o levantamento, mais da metade dos cancelamentos foi em estados das regiões Norte e Nordeste do país. O estado de Roraima foi o que teve a menor quantidade, também porque tem a menor quantidade de eleitores aptos a voltar.

No site do TSE é possível verificar a situação que se encontra o título. Após acessar o site, é necessário clicar no campo "situação eleitoral", informar o nome completo e a data de nascimento ou número do título de eleitor. Se aparecer a palavra 'regular', o eleitor estará apto a votar.

Caso o documento esteja cancelado, o eleitor pode regularizar depois do período eleitoral na zona correspondente. Será necessário pagar uma multa, que pode variar em torno de R$ 3 a R$ 35, dependendo de análise do juiz eleitoral da região.

O eleitor pode descobrir se teve o título cancelado por meio deste link disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

PROBLEMAS

Para evitar complicações futuras, é recomendado que os eleitores sempre estejam atentos aos procedimentos necessários que devem ser feitos. Além disso, não votar e não justificar o motivo também resultada em problemas futuros com a Justiça Eleitoral, como pagamento de multa.

No dia da eleição os eleitores que estão em regiões fora de sua zona eleitoral podem justificar o voto em qualquer unidade quer esteja acontecendo a votação, a exemplo de escolas. O procedimento é simples, rápido e sem burocracia.

VOTAÇÃO

A justiça Eleitoral tem disponibilizado vários canais para facilitar o acesso à informação acerca do título e locais de prova, tudo para que a população não tenha problemas na hora de voltar. Recentemente foi lançado o aplicativo "E-título", que informa o local exato onde o eleitor deve comparecer para votar.

A plataforma substitui o título de eleitor na hora de voltar. No entanto, não é permitido que o eleitor vote com algum dispositivo móvel. Deve ser entregue ao fiscal na hora da identificação ante de votar.  

SEE ALSO ...