Notícias Locais

Secretaria da Fazenda é fechada por servidores em protesto contra falta de salários

Manifestação ocorre desde as primeiras horas desta quarta-feira (5), em virtude dos dois meses em atraso


Bloqueio foi feito às 4h30 - Giovanna Souza

Nesta quarta-feira (5), a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) foi fechada por servidores em protesto contra a falta de pagamento dos salários que dura dois meses. Com cartazes pregados no portão principal, os manifestantes afirmam que o posto de fiscalização no Jundiá também será bloqueado.

Os funcionários estaduais também cobram o repasse de diárias em débito desde o mês de agosto. O ato só vai ser encerrado após a regularização dos pagamentos, segundo os manifestantes. Eles chegaram à secretaria por volta das 4h30.

Este é mais um órgão público fechado por servidores. Três destacamentos da Polícia Militar (PM) estão interditados por familiares de militares, além do 1º Batalhão da Corporação, em Boa Vista. Todas as manifestações são por causa de salários atrasados.

RECURSOS 

A organização é feita pelo Sindicato dos Trabalhadores Civis Efetivos do Poder Executivo de Roraima (Sintraima), contrário à utilização do Instituto de Previdência (Iper). Ontem, um novo projeto do governo estadual para retirar R$ 150 milhões da previdência foi discutido na Assembleia Legislativa. A Justiça já manifestou oposição à proposta.

"O fechamento da Sefaz impede emissão de Dare [Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais] e notas fiscais. Por isso, acreditamos que o protesto vai dar certo. Provavelmente, em algumas horas, o Jundiá seja afetado, porque a Sefaz daqui é o coração de tudo", informou o presidente do Sindicato, Francisco Filgueira.

 

SEE ALSO ...