Notícias Locais

Séries têm contribuído para ensino em sala de aula como ferramenta para conteúdos, avalia psicopedagoga

Professores da UFRR comentam que preferem séries por serem mais curtas


Método é cada vez mais comum nas salas de aulas - Arquivo

Cada vez mais, professores de ensino médio e superior têm investido no uso de séries de TV e aplicativos de entretenimento como ferramentas em sala de aula. O diferencial,  e que acaba sendo o mais atrativo para muitos jovens, é a rapidez. Enquanto filmes duram em média 1h30 ou 2h, as séries variam entre 20 e 45 minutos, o que acaba sendo mais vantajoso para boa parte do público.

Luiza de Lucas é universitária e amante de séries. Ela aprova o uso desse tipo de "ferramenta" em sala de aula, pois acredita que pode auxiliar no aprendizado.

"Eu assisto mais a séries, porque os filmes são mais difíceis de manter uma continuidade. Então, a série acaba sendo muito mais atrativa para mim, além de ter muito mais conteúdo a ser explorado."

A estudante contou que não tem um gênero de séries favorito, e por isso acaba se aventurando em muitos nas telinhas.

"O tipo de conteúdo a que mais assisto é o que mostra a realidade que a gente não quer ver. Pode ser de fantasia ou qualquer outro gênero, mas sempre aquele com o qual a gente adquire conhecimento", destacou.

Ainda de acordo com Luiza, usar séries em sala de aula é uma "ideia incrível", porque é preciso mostrar a quem está estudando agora que dá para fazê-lo usando outros métodos, não apenas "colocando o texto em uma parede e ler".

"Dá para fazer muitas coisas dinâmicas atualmente e as séries são ótimas ferramentas para explorar isso", analisou.

DISCUSSÃO

Lisiane Aguiar é uma professora universitária adepta da ferramenta. Ela acredita que o visual pode contribuir muito com o ensino dos alunos.

"Eu acredito que seja positivo mostrar alguns trechos de filmes e séries para termos uma imagem do pensamento coletivo e podermos discutir em conjunto algum tema", contou.

"Eu vi que essa maneira dava certo, pois às vezes eu explicava algum conteúdo e não havia debate por parte dos alunos. Depois que comecei a mostrar pequenos trechos para turmas formadas por muitas pessoas, percebi que havia mais reflexão por parte de todos e ao ver uma mesma imagem não havia dúvidas de que todos haviam entendido o exemplo dado", afirmou.

Ainda que seja apenas uma ferramenta de mídia e uma nova área cinematográfica que esteja sendo explorada, a psicopedagoga Monique Medeiros explicou de forma mais técnica sobre o uso desse expediente em sala de aula.

"De modo geral, o recurso visual é utilizado em sala como complemento do conteúdo trabalhado. Há diversas maneiras de utilizá-los como apoio, visto que o uso da tecnologia em dias atuais é aliada no ensino-aprendizagem", considerou Monique, acrescentando a ferramenta pode ser um complemento para os professores. "As séries e filmes complementam o discurso e o roteiro que o professor almeja concretizar", concluiu.

Edileuson Almeida, professor que também utiliza a ferramenta, contou que  com as séries em sala de aula os conteúdos podem ser mais bem 'visualizados' e isso influencia de forma positiva a vida dos estudantes.

"Acredito que o recurso audiovisual, especialmente as séries, ajuda a 'visualizar' uma realidade a ser vivenciada no futuro profissional. Além disso, elas são um excelente recurso didático e pedagógico para problematizar a realidade."

Segundo ele, a melhor parte é a diversidade de conteúdo.

"A diversidade e a facilidade de acesso ao material produzido são a melhor parte. Isso contribui para o planejamento do professor e diversificar as ferramentas pedagógicas e metodológicas", afirmou.

SEE ALSO ...