Notícias Locais

Venezuelano é preso após atirar em imigrante dentro de lan house em BV

Tiro atingiu a vítima de raspão e não ofereceu perigo de morte, conforme apurado pela reportagem

Créditos: Nonato Souza
Jesus Leon usou arma caseira feita na oficina onde trabalha - Divulgação/Polícia Civil

Uma discussão seguida de agressão, envolvendo dois venezuelanos, e motivada por ciúme de um deles, por sorte não resultou em morte na manhã de terça-feira, quando o venezuelano agredido na noite anterior utilizou arma de fogo caseira e atirou contra o compatriota dentro de uma lan house, localizada na Avenida Tancredo Neves, no mesmo bairro.

Segunda apurou a reportagem do Roraima em Tempo, o tiro atingiu a vítima de raspão e não ofereceu perigo de morte. Eumar José Martinez Borjas, 29 anos, reagiu contra o atirador e os dois entraram em luta corporal, porém, o suspeito da tentativa de homicídio contra Jesus Alberto Freitas Leon, 26 anos, fugiu. Ele contou com a ajuda de um comparsa que o aguardava de bicicleta do lado de fora da lan house.

No momento do crime, havia um guarda civil municipal de folga. Após o tiro e a fuga do acusado, o agente colocou a vítima no carro e foi atrás do atirador. Pouco tempo depois localizaram Leon em fuga na garupa da bicicleta, momento em que foi capturado. O outro indivíduo que conduzia a bicicleta fugiu e não foi identificado.

Com o suspeito imobilizado, o guarda Abdenego Souza contou com apoio de colegas da guarda que estavam de serviço. Logo depois, o atirador foi conduzido à Delegacia Geral de Homicídio (DGH) da Polícia Civil, onde o delegado Cristiano Camapum formalizou a prisão de Jesus Leon em flagrante por tentativa de homicídio.

DEPOIMENTO

Conforme depoimento da vítima, na noite de segunda-feira os dois discutiram após ele ter ficado com ciúme da namorada que brincava com o acusado. A discussão evoluiu para uma briga e Borjas disse ter acertado um soco no compatriota, que por foi embora.

"No dia seguinte, pela manhã, quando eu estava na lan house, ele chegou e bateu em minha cabeça. Levantei da cadeira e vi que ele estava com arma na mão apontando para mim. Ele não falou nada e atirou em seguida, mas consegui desviar", contou a vítima, ao acrescentar que o tiro acertou a bermuda na altura da coxa.

O venezuelano disse que não queria matar, mas apenas lhe assustar. Ele confirmou que na noite anterior se desentendeu com a vítima por conta de ciúme, momento em que foi perseguido pela vítima que o agrediu no pescoço, ombro e rosto.

Disse que ficou furioso e decidiu 'dá um susto na vítima'. Pegou a arma caseira no local de trabalho, uma oficina, foi encontrá-lo na lan house fez o disparo.

Na DGH, ele foi preso e recolhido à carceragem da Polícia Civil. Na manhã de ontem, seguiu para audiência de custódia.

SEE ALSO ...