Polícia

Cadáver que apareceu boiando no rio Branco é de imigrante venezuelano

Corpo de Jobert Almeida apareceu boiando no rio na tarde de segunda-feira

Créditos: Nonato Sousa
- Divulgação

O cadáver masculino que apareceu boiando no rio Branco na tarde de segunda-feira (10) foi identificado na manhã de ontem por familiares da vítima. Trata-se do imigrante venezuelano Jobert Jesus Almeida, 29, que tinha visto de permanência no Brasil pelo menos até setembro do próximo ano.

Sobre o que teria acontecido com o venezuelano, os parentes não souberam dizer para a polícia. Segundo uma funcionária do Instituto de Medicina Legal (IML), para onde o corpo de Almeida foi levado ainda na tarde de segunda após ser retirado d'água por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros, deve ser liberado para a família nesta quarta-feira ou no decorrer da semana.

"Os parentes afirmam que não têm condição de arcar com a despesa de translado do corpo para a Venezuela e estão tentando resolver essa situação", disse a fonte policial.

Sobre a causa da morte do estrangeiro, a reportagem foi informada que o exame cadavérico constatou ter sido traumatismo craniano provocado por ação contundente. Ainda na segunda-feira, surgiu a informação de que possivelmente a vítima teria sido alvejada com um tiro na cabeça, mas essa hipótese não foi confirmada pelo laudo cadavérico.

O caso será investigado pela Delegacia Geral de Homicídios. Até a conclusão da matéria, nenhum suspeito do possível homicídio foi preso ou identificado.

 

SEE ALSO ...