Polícia

Dupla confessa assassinato de idoso e inocenta outro suspeito preso em flagrante

Créditos: Nonato Sousa

Mais dois suspeitos de envolvimento no assassinato do caseiro José Alves de Souza, 63, conhecido por "Baiano", em uma fazenda na Vila Apiaú, em Mucajaí, foram detidos. Rodrigo Augusto da Silva, 19, e um adolescente de 16 anos foram capturados no domingo (9). O crime ocorreu na semana passada.

A informação da captura dos suspeitos só foi divulgada pela polícia nessa terça-feira (11). Segundo a Polícia Civil, Rodrigo Silva foi capturado por vaqueiros de uma fazenda da região onde ocorreu o crime. Uma equipe da Guarda Civil de Mucajaí foi até a propriedade e encontrou o jovem amarrado e com algumas escoriações.

O suspeito confessou sua participação na morte do idoso e disse ter contado também com a ajuda do adolescente. Rodrigo informou ainda onde o adolescente estava escondido. A dupla foi levada para a delegacia local, onde o crime está sendo investigado.

PRISÃO

O delegado Alberto Correia de Oliveira Filho informou que foi cumprido mandado de prisão e apreensão preventivas contra os dois suspeitos. Ao serem interrogados, eles confessaram a participação no crime. Rodrigo disse que no dia do assassinato foi ao sítio onde a vítima estava procurar outro homem que tem uma motocicleta para que ele comprasse mais cachaça na vila.

"Testemunhas informaram que a vítima não estava bebendo em companhia do infrator. Quando chegou ao sítio, como não encontrou a pessoa que procurava, Rodrigo da Silva e o adolescente decidiram matar o idoso, sem qualquer motivo", destacou o delegado.

Ainda de acordo com Alberto Correia, Rodrigo disse em interrogatório que Denilson Rodrigues Mafra, preso em flagrante por suspeita de participação no homicídio do caseiro, não participou do crime.

"Segundo ele, os dois beberam em outro local e havia lhe emprestado uma camisa para usar, de um time de futebol. Quando foi até o sítio. Rodrigo disse que estava somente na companhia do adolescente e usava a camisa de Denilson, que ficou manchada de sangue da vítima. Disse também, que após o crime, fugiu do local e foi até a casa de Denilson Mafra, onde deixou a camiseta, tendo assim inocentado Denilson, que por sua vez nega a participação no crime", frisou o delegado.

Após os interrogatórios de Rodrigo e o adolescente, Alberto Correia representou pela prisão preventiva de Rodrigo Silva e pela internação do adolescente no Centro Socioeducativo.

"Foi um crime bárbaro. Tivemos a mobilização das forças de segurança e da própria população para localizar os infratores. Também contamos com a parceria do Ministério Público e do juiz da comarca, que foram solícitos no momento do deferimento da prisão", enfatizou Correia.

CASO

O caseiro foi assassinado na tarde de sábado (8), na fazenda Laguna, Vicinal 20, região do Apiaú. Na ocasião, o delegado que preside as investigações, Luciano Silvestre, informou que por volta das 16h, os policiais civis receberam a informação do crime e foram à fazenda.

"No local, os policiais presenciaram o cadáver todo esfacelado e com o coração extraído.

Ao realizarem diligências, os policias identificaram os nomes dos possíveis autores do crime identificados inicialmente por Denilson Mafra, Rodrigo da Silva e o adolescente de 16 anos.

Denilson Mafra chegou a ser preso. Na residência dele, foi apreendida uma espingarda calibre 20. Na delegacia, ele negou envolvimento no crime, apontando outras pessoas como possíveis autoras, mas acabou preso em flagrante por homicídio qualificado e posse irregular de arma de fogo de uso permitido.

SEE ALSO ...