Polícia

Jovem com pistola de uso restrito e droga é detido por GCMs na Mané Garrincha

Suspeitos tentaram fugir correndo ao perceberem a equipe, mas os guardas foram rápidos e conseguiram conter o grupo


Segundo os guardas, Anderson estava com outros três indivíduos, mas só ele acabou preso - Divulgação

Uma pistola Glock calibre 9 mm, municiada, maconha e cerca de R$ 94 foram apreendidos por guardas do Grupo Tático Móvel (Gtam) da Guarda Civil Municipal (GCM) de Boa Vista, na noite de segunda-feira (10), durante patrulhamento numa das praças públicas da cidade.

A arma de uso restrito das forças policiais, droga e dinheiro foram apreendidos durante abordagem a quatro jovens que estavam nas proximidades da área de alimentação da Praça Mané Garrincha, no bairro Tancredo Neves, um dos locais onde os traficantes estão em constante atuação, apesar da ação repressiva da GCM e também das polícias Militar e Civil.

Conforme os GCMs, os suspeitos tentaram fugir correndo ao perceberem a equipe, mas os guardas foram rápidos e conseguiram conter o grupo. Durante a revista em cada um deles foram encontrados a arma, droga e o dinheiro trocado com Anderson de Souza se Sousa, 21, que ainda disse ser simpatizante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Ao ser questionado sobre a origem da pistola, ele afirmou que não era sua e estava apenas guardando para um amigo, que identificou somente como Tiago, apelidado de "36", e que seria do PCC. Sobre a droga, ele alegou que é usuário e seria para o próprio consumo.

Logo depois, os guardas conduziram Anderson ao Plantão da Polícia Civil, onde, ao ser informado sobre o caso, o delegado de plantão interrogou o suspeito e formalizou sua prisão em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, posse de droga e organização criminosa.

Ao fim do flagrante, Anderson foi levado para a carceragem da PC onde passou o resto da noite e na manhã dessa terça-feira (11) seguiu para audiência de custódia.

MAIS DROGAS

Também na tarde de segunda-feira, GCMs apreenderam algumas trouxinhas de droga com um jovem de 18 anos na mesma praça. Segundo os guardas, ao ser questionado sobre o material entorpecente o suspeito confessou que era para vender. Em seguida, foi conduzido ao 4º Distrito da Polícia Civil, mas a prática de tráfico não ficou comprovada e ele acabou liberado, após assinar um termo circunstanciado de ocorrência por posse. As cinco trouxinhas foram apreendidas.

SEE ALSO ...