Polícia

Mais cinco motocicletas são levadas por criminosos nas ruas de Boa Vista

Uma das motos roubadas foi essa Titan branca de uma técnica em enfermagem, assaltada quando chegava a sua casa no bairro Cinturão Verde

Créditos: Nonato Sousa

A redução do policiamento nas ruas de Boa Vista há alguns dias, gerada pela falta de pagamento dos policiais militares e agentes da Polícia Civil, contribuiu e muito para o aumento de roubos e furtos na cidade, principalmente de motocicletas. Diariamente, de cinco a dez pessoas registram boletins de ocorrência relatando que foram vítimas da ação de criminosos.

A técnica em enfermagem Mislene da Silva Paiva, 37, foi uma das mais recentes vítimas que procurou a PC para denunciar o roubo de sua motocicleta Titan CG de 150 cilindradas, branca, de placa NAX 2517, no inicio da noite de quinta-feira (13). Ela também falou com a reportagem do Roraima em Tempo na tarde dessa sexta (14) e contou como tudo ocorreu.

Mislene disse que voltava da casa de uma irmã e foi atacada no portão da vila de apartamentos onde ela mora no bairro Cinturão Verde. A técnica acredita que os ladrões a aguardavam num terreno próximo e descartou que tivesse sido seguida.

"Quando parei na frente de casa e acionei o controle do portão, ouvi o barulho alto de uma moto com torbal. Também ouvi alguém falar 'é ela'. Em seguida, um dos bandidos me abordou. Ele estava com um revólver e disse 'não fala nada, não grita. Não vou te matar' e mandou que eu descesse da moto", contou a técnica.

Ainda de acordo com a vítima, o ladrão chegou a tirar o capacete e ela viu o rosto dele. "Acho que ele tem no máximo 16 anos", disse.

Conforme a vítima, o criminoso já ia embora e voltou para pegar sua bolsa, onde estavam todos seus documentos, chaves, dinheiro, cerca de R$ 775 que ela havia sacado no caixa eletrônico e um celular J7 prime. Em seguida, ele foi embora acompanhado do comparsa na outra moto.

Mislene reclamou da falta de policiamento nas ruas e cobrou do Poder Público uma solução para combater a criminalidade. "Estamos reféns da bandidagem e entregues à própria sorte", disse.

MAIS ROUBOS

O autônomo Felipe Sobral Castro, 22, foi outra vítima que denunciou à PC o de roubo de sua motocicleta vermelha de placa NUI 1953, na noite de quinta-feira. Segundo ele, o crime ocorreu na ocasião em que parou num estabelecimento comercial no bairro Alvorada e foi rendido por dois indivíduos, um deles com uma pistola.

CELULAR

Quem também teve a motocicleta roubada na noite de quinta-feira foi o professor Antônio Soares de Sousa. O crime ocorreu em via pública por trás da Escola Estadual Sonia de Brito, no bairro Senador Hélio Campos, logo após ele ter parado a moto no acostamento da rua para atender o celular.

"O ladrão estava passando a pé. Ele insinuou que estivesse com uma arma por baixo da camisa e mandou que eu entregasse a moto. Pegou também minha carteira com todos os documentos pessoais, entre outros, e o de porte obrigatório da moto [YBR prata NAL 6253], mais um celular Samsung", contou o professor.

RECUPERADA

Por sorte, por volta das 20h30, Sousa acabou encontrando sua moto abandonada na rua, por trás do campo de futebol Rei Pelé, no mesmo bairro. Ele acredita que a gasolina acabou e o por isso o ladrão a abandonou. A carteira com os documentos e demais objetos roubados não foram encontrados.

MADRUGADA

A auxiliar de serviços Stefany Araújo de Assunção, 29, foi outra vítima de assalto na madrugada dessa sexta-feira, também no bairro Senador Hélio Campos. À polícia, ela contou que voltava da casa da irmã e se aproximada da sua quando foi rendida por dois bandidos com uma arma caseira. Os criminosos teriam saído de dentro do mato e ela foi obrigada.

Eles roubaram sua Biz amarela de placa NAR 1494, a bolsa a tiracolo com todos seus documentos e R$ 1,7 mil.

FURTO

O promotor de vendas Jhonatan das Silva Rodrigues e o monitor de alunos Ronilton de Almeida Medeiros denunciaram os furtos de uma motocicleta e a placa de outra moto nos bairros 31 de Março e Pintolândia, na tarde e noite de quinta-feira.

Segundo Medeiros, ele teve a motocicleta Bros vermelha, placa NAP 2945, levada por um ladrão. O veículo foi furtado do estacionamento do antigo Restaurante Popular, próximo da Praça Germano Sampaio.

Já Rodrigues contou que a placa da sua moto NAL 9204 foi furtada por volta do meio-dia do estacionamento próximo de um supermercado na Avenida Capitão Júlio Bezerra.

 

VEJA TAMBÉM...