Polícia

Polícia registra três tentativas de homicídio em Boa Vista das 11h30 às 21h30 de domingo

Uma das vítimas foi baleada nas costas no bairro Senador Hélio Campos na tarde de domingo

Créditos: Nonato Sousa
- Divulgação

Policiais militares que estavam de plantão no domingo (9) registraram três tentativas de homicídio nas ruas de Boa Vista. O primeiro caso ocorreu no fim da manhã por volta das 11h30 na esquina da Avenida Ataíde Teive com a Rua Cidade Cascavel, no bairro Jardim Equatorial, Zona Oeste da cidade.

A vítima foi um adolescente que teve o nome reservado pela reportagem do Roraima em Tempo. O jovem de 16 ano declarou aos policiais ser ajudante de pedreiro. Ele foi atingido de raspão com dois tiros, um deles no abdome e o outro no braço direito.

Segundo contou aos PMs, ele ia para a casa da mãe conduzindo uma motocicleta, quando nas proximidades de um supermercado localizado no bairro Alvorada, dois desconhecidos que andavam em uma motocicleta preta, se aproximaram e tentaram abordá-lo, mas ele suspeitou e começou a fugir da dupla, que o perseguiu por algumas ruas até o local onde acabou baleado.

"Como não conseguiram me parar, o cara que estava na garupa da moto atirou na minha direção. Foram aproximadamente quatro tiros e dois me acertaram de raspão. Depois, eles foram embora", narrou o jovem baleado aos policiais.

O adolescente foi atendido por socorristas do Samu e depois conduzido ao Pronto-Socorro Francisco Elesbão. Como foi ferido apenas de raspão, elevoltou para casa ainda no domingo.

OUTRO CASO

Cerca de cinco horas depois do atentado à bala contra o adolescente, outro jovem de 24 anos, que também afirmou à polícia ser trabalhador autônomo (pintor) e teve o nome preservado, foi baleado. A tentativa de homicídio ocorreu no portão da casa da vítima, na Rua Nivaldo da Conceição Gutierrez, no bairro Senador Hélio Campos.

Ele foi baleado com um tiro nas costas e segundo sua mãe, uma vendedora de 44 anos, ela estava dentro de casa quando ouviu o estampido do tiro e ao abrir o portão logo depois se deparou com o filho caído no local e sangrando. O pintor foi atendido por uma equipe de resgate do Corpo de Bombeiros e depois conduzido ao pronto-socorro estadual, onde ficou internado.

Sobre quem atirou no pintor, ninguém informou aos policiais. A reportagem apurou que a tentativa de homicídio r foi na mesma rua em que o adolescente Luiz Fernando de Souza foi assassinado, poucas horas antes, por volta das 14h30, por homens que andavam em dois carros, um Corolla preto e um Siena azul. A suspeita da polícia é de que os dois crimes tenham relação e os criminosos sejam os mesmos.

BRIGA EM FAMÍLIA

Ainda no domingo, por volta das 21h45, policiais militares atenderam mais uma ocorrência de tentativa de homicídio. Desta vez o crime ocorreu na Rua CJ-4, próximo de um campo de futebol no bairro Olímpico, também na Zona Oeste da capital.

A vítima foi um pedreiro de 24 anos baleado pelo próprio irmão. Segundo os policiais, a equipe não teve contato com a vítima e as informações de todo o ocorrido foram repassadas pela mulher do pedreiro.

Quando os policiais foram informados da tentativa de homicídio, o pedreiro já estava no Hospital Geral de Roraima, em procedimento cirúrgico. A testemunha contou aos PMs que o marido foi baleado em casa. O motivo e a circunstância do crime não foram informados.

A mulher revelou aos policiais que o cunhado já passou pelo sistema prisional por outra tentativa de homicídio e que, após atirar no irmão, ele a ameaçou de morte se chamasse a polícia.

A testemunha disse que depois da tentativa de homicídio, o suspeito foi beber em uma casa numa rua próximo de onde ocorreu o crime. Os policiais ainda fizeram diligência no local indicado pela mulher para tentar capturar o suspeito, mas ele não foi encontrado.

 

 

SEE ALSO ...