Projeto Samuzinho: estudantes devem receber orientações sobre riscos de acidentes

Foto: Jackson Souza
Na nova fase do projeto as atividades ocorrerão em dois ciclos, um em cada semestre

Com o intuito de compartilhar informações com a comunidade através de alunos e educadores, a Prefeitura de Boa Vista lançou a edição 2017 do Projeto Samuzinho nas escolas, nesta quarta-feira, 19. O evento aconteceu na Escola Municipal Carmen Eugenia Macaggi, no Asa Branca.

O Samuzinho nas escolas é realizado pelo Núcleo de Educação à Urgência (NEU), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (SAMU-BV) e voltado para alunos do 40 ano fundamental, com o objetivo de compartilhar informações com a comunidade, investindo na formação de crianças e educadores como agentes multiplicadores de conhecimento específico em primeiros socorros.

“A ideia é repassar às crianças orientações sobre situações de risco de acidentes, sejam no ambiente escolar até o espaço doméstico. Educar para a prevenção de acidentes é primordial para combater os traumas por causas externas que hoje é um problema nacional de saúde pública”, destaca o diretor do SAMU-BV, Luciano Coutinho.

Na nova fase do projeto as atividades ocorrerão em dois ciclos, um em cada semestre. O primeiro semestre terá duração de 12 semanas, divididos em fase 01 e fase 02, sendo cada fase de 06 semanas.

O vice-prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique Machado, esteve presente no lançamento da edição e reafirmou o compromisso da Prefeitura em investir na formação dos futuros cidadãos. “Queremos formar cidadãos melhores, orientando-os sobre atitudes responsáveis. O projeto vai permitir que eles tenham noções de segurança básica e cuidados tanto deles mesmos quanto do próximo, além de aprenderem a utilizar da maneira adequada os serviços de emergência do SAMU, evitando trotes”.

As escolas contempladas para receber as ações na primeira fase são a Carmem Eugênia Macaggi, com instruções as terças e quartas-feiras, e Menino Jesus de Praga, com formação as quintas-feiras.

O secretário municipal de saúde, Cláudio Galvão destacou a importância do projeto. “O Samuzinho tem o objetivo de tornar crianças em multiplicadores do conhecimento na escola, em casa e na sua comunidade, compartilhando informações e ajudando a prevenir acidentes” destaca.

O gestor da escola Carmem Eugênia, Antônio Carlos Rodrigues, destaca a importância de envolver as famílias no aprendizado das crianças. “O que eles aprendem aqui vão compartilhar com a família e sociedade em geral. As crianças que farão parte desse projeto plantam a semente do conhecimento que servirá para o resto de suas vidas”.