Roraima em Alerta

Denarium faz convite e organizadores chamam de fake news

270519 RR Alerta


 

Manifestação

O saldo das manifestações em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) não foi tão negativo. O grupo governista mostrou que, mesmo com divergências em relação ao ato, ainda mantém uma base consistente de mobilização especialmente, nas redes sociais onde, durante o domingo, as hastags de apoio ao presidente figuraram nos trends topics do Twitter, por exemplo.

 

Roraima

Mas se no restante do país, onde os grupos de apoio se organizaram e ainda que de maneira bem menor, conseguiram mostrar uma onda de suporte ao governo, em Roraima, o movimento não foi dos mais fortes. As divergências internas e até equívocos na comunicação feita pelo próprio governador Antonio Denarium (PSL) deixam evidente que existe um movimento de distanciamento do mesmo. Quando a imagem de Denarium apareceu atrelada ao movimento, os organizadores trataram logo de desmentir. Ficou bem ruim pro governador que publicou em suas redes sociais essa convocação.

 

Estanho

E quando se fala que alguns aliados de Denarium estão optando pelo distanciamento é preciso estar atento a vários fatores. Por exemplo, no sábado, o deputado federal Nicoletti fez uma participação ao vivo em uma rádio local, aproveitou para falar da mobilização, mas o que ficou muito estranho da sua fala é que ele fez questão de enfatizar que o momento não dava apoio a Denarium, apenas ao presidente e às pautas prioritárias elencadas pela equipe de Governo. Não que seja obrigatório Nicoletti apoiar o governador, o entendimento é que isso seria natural já que os dois dividiram palanque e dividem o mesmo partido, o PSL. Mas, a forma como o deputado federal fez questão de reforçar sobre não haver apoio ao governador, foi muito estranha.

 

Motivos

Há quem aposte suas fichas de que o motivo para essa fata de manifestação de apoio são os processos que tramitam na justiça e que podem, à qualquer momento, tirar Denarium do cargo de governador. Dependendo da decisão judicial, Roraima teria uma nova eleição para o cargo, o que agravaria ainda mais o quadro de fragilidade que o Estado enfrenta. Assim, tem muita gente que não desceu do palanque. Nunca se viu os políticos andando tanto, falando tanto do seu trabalho após uma eleição que neste ano, tudo porque o cenário político local é muito indefinido. E, em qualquer momento, poderemos vivenciar reviravoltas.

 

Distanciamento

Na Assembleia Legislativa Denarium também está enfrentando muitas dificuldades. A relação que parecia ter ficado calma desde o congelamento do duodécimos dos poderes, ficou revolto novamente e dessa vez, porque os deputados não estão concordando com os nomes indicados pelo governador para as Fundações e Institutos. Pelo que se fala nos corredores, os deputados estaduais que fazem as sabatinas já manifestaram como certo que alguns nomes serão rejeitados.

 

Engessado

Como Denarium não sinaliza atender aos pedidos dos deputados estaduais, o governo deve enfrentar um período de engessamento, ou seja, onde as pautas do Executivo Estadual encaminhadas para a ALE permanecerão sem sair do lugar. Denarium tem sentido um pouco dessa pressão em relação a alguns projetos, mas segue insistido em trabalhar sem manter uma base de apoio na Casa, o que pode ser muito prejudicial para a sua administração. Com projetos travados, a gestão não avança e o Governo pode parar. Agora é saber quem tem maior resistência para enfrentar esse período aguardando que o outro faça algum tipo de concessão.

 

Pegou Mal

A condição da saúde pública de Roraima não evoluiu. Apesar de ser uma das áreas elencadas como prioridade durante a campanha por Antonio Denarium, a gestão teve mudanças de secretario e até agora, o que se vê é o caos dominando. Esta semana, a população reclamou muito e sobrou pra Denarium ter que assumir que na área, as ações de governo foram ineficientes. Cirurgias foram canceladas, demora no atendimento aos pacientes e até a falta de limpeza das unidades hospitalares foram problemas registrados e compartilhados pelas pessoas nas redes sociais.

 

Saúde na UTI

Não é de hoje que se fala em problemas graves na Secretaria Estadual de Saúde. Havia até a expectativa de que a Saúde seria o novo alvo de operações depois que a Polícia Federal atuou no Sistema Prisional e na Educação, buscando indícios de irregularidades cometidas na gestão de Suely Campos. A PF nunca chegou até lá, mas as suspeitas só ganharam volume e eclodiram com a fala do ex-secretário Ailton Wanderley que denunciou o uso da pasta para atender a interesses políticos. Não é de hoje que o recursos da saúde financia o enriquecimento de parlamentares que possuem empresas prestadoras de serviço. Também não é de hoje que a sociedade pede urgentemente para que algo seja feito e que as melhorias apareçam na forma da qualidade do serviço ofertado, em problemas de saúde resolvidos com mais celeridade e, acima de tudo, com vidas sendo salvas.

 

De quem é a culpa

Nos grupos de whats começou a circular memes que responsabilizam tanto Mecias como Jhonatan de Jesus (PRB) pelo caos na saúde. A origem dessas artes tem relação com as denúncias já feitas de que o clã Jesus se favoreceu por muitos anos do recursos da saúde a partir da empresa União Comércio e Serviço LTDA. Os indícios de relação da empresa com os parlamentares são bem contundentes e o volume movimentado pela União, especialmente, às vésperas da eleição passada sugerem que parte desse recurso possa ter sido aplicado no financiamento da campanha dos dois. As provas estão com os órgãos de fiscalização e o que se espera que haja um interesse em averiguar se tais suspeitas procedem ou não. Enquanto não se prova o contrário, a própria população tem se incumbindo de ser o juiz dessa história e atribuindo à Mecias de Jesus a culpa por tudo que é de ruim que acontece na saúde pública de Roraima.


SEE ALSO ...