Últimas Notícias

Em RR, pesquisa aponta que 68 mil famílias estavam endividadas no mês de junho

Estudo mostra que 74% das famílias roraimenses estavam endividadas, sendo o maior resultado em 2019


Elevação está relacionada ao crescimento de endividamentos com cheque especial e pré-datado - Edinaldo Morais/Roraima em Tempo

O mês de junho registrou aproximadamente 68 mil famílias endividadas em Roraima, conforme análise feita pela Fecomércio-RR com base na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O levantamento mostra que 74% das famílias roraimenses estavam endividadas, sendo o maior resultado em 2019, ficando abaixo apenas do apresentado em julho de 2018. De acordo com o economista da Fecomércio-RR, Fábio Martinez, este foi o quarto aumento seguido.

"Essa elevação está relacionada ao crescimento de endividamentos com o cheque especial e cheque pré-datado. Por outro lado, houve uma redução nas dívidas com cartão de crédito, crédito consignado e carnês de lojas", explicou.

O percentual de pessoas com contas em atraso aumentou pelo segundo mês seguido, atingindo índice de 39,5%, maior valor desde agosto de 2018. No total existiam pouco mais de 36 mil famílias com contas em atraso em Roraima.

"Outro indicador que também cresceu pelo segundo mês seguido foi o de famílias que não podem pagar suas contas, atingindo valor de 2,1%, o que representa cerca de 1,9 mil famílias", destacou o economista.

As principais dívidas das famílias roraimenses são o cartão de crédito (60,5%); carnê de lojas (28%) e crédito consignado (17,1%). Essas dívidas comprometem em média 28% da renda familiar. Dentre as pessoas que têm contas em atraso, o tempo médio que elas estão vencidas é de 50 dias.

SEE ALSO ...