Últimas Notícias

Fotógrafos de Roraima são presos na Venezuela e têm equipamentos apreendidos

Informação é de que eles já teriam sido transferidos para a capital do país, Caracas

Créditos: Josué Ferreira
Fotógrafos foram presos na tarde dessa segunda-feira (17) - Divulgação

Os fotógrafos Luan Soares e Diego Veras foram presos na tarde dessa segunda-feira (17) na cidade de Santa Elena de Uairén, na Venezuela. A informação foi confirmada ao Roraima em Tempo pela esposa de Luan, Bruna Jéssica. Eles já teriam sido transferidos para a capital do país, Caracas.

Bruna relatou que a prisão ocorreu por volta de 16h e, às 22h, Luan entrou em contato com a família para informar que estavam sem comida e água. Eles foram detidos pela Guarda Nacional Bolivariana (GNB), enquanto faziam imagens da cidade. Os equipamentos foram apreendidos, entre eles um drone.

"Um familiar que mora em Pacaraima tentou visita-los em Santa Elena, mas não conseguiu falar com eles porque não deixaram. Perdemos contato. São muitas as informações que chegam, inclusive de que já teriam descido para Caracas", relatou Bruna em contato com a reportagem por telefone.

Ela explicou que outro fotógrafo, ainda não identificado, conheceu Luan pelas redes sociais e entrou em contato. Em Boa Vista, o profissional do Espírito Santo estava hospedado na residência de um padre. Após novas conversas, o homem disse que tinha interesse em conhecer a Venezuela e Luan assegurou que o levaria.

"Já estamos em contato com o Consulado do Brasil na Venezuela para tentar resolver. Eles disseram que o vice-cônsul estava indo para lá. Depois disso, perdemos o contato. O que mais a gente quer é que eles sejam soltos e retornem para casa", complementou a esposa.

A reportagem tenta contato com o Consulado Brasileiro.

CONVITE

O fotógrafo e amigo dos profissionais detidos, Rodrigo Sales, relatou à reportagem que foi convidado para participar do grupo que se deslocaria ao país vizinho, pouco antes de eles saírem do Estado.

"Ele me ligou ontem de manhã fazendo o convite, mas falei que eu não poderia ir. Luan não chegou a dizer quando tempo iam ficar. Mas disse que só iam até Santa Helena", contou Sales.

O fotógrafo acrescentou que os profissionais tiveram os equipamentos apreendidos pela polícia venezuelana, entre eles um drone usado para captação de imagens aéreas, o que teria chamado a atenção dos militares e levado à detenção.

"Apreenderam os equipamentos fotográficos e um drone. [Eles] foram para fazer imagens para um repórter de rede nacional, só que ele [Luan] não disse para qual veículo de comunicação eram [as imagens]", detalhou.

SEE ALSO ...