Últimas Notícias

Jovem não aceita término de relacionamento, ameaça mulher e filha de 11 meses e é preso

Suspeito foi detido por uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM)

Créditos: Nonato Sousa
Erison Silva foi preso na quarta-feira, à noite no bairro Pintolândia. Ele já responde processo por lesão corporal - Divulgação

Erison Brayan da Silva, 23 anos, que responde processo por lesão corporal e estaria em prisão preventiva, segundo apurou o Roraima em Tempo, voltou a ser preso na noite de quarta-feira (10) por violência doméstica, após ser acusado de ameaçar de morte a ex-mulher e a filha de apenas 11 meses.

O jovem foi detido por uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM), acionada pelo atual companheiro da mulher. Segundo a denúncia, além das ameaças, Silva ainda mantinha a ex-mulher em cárcere privado dentro de casa.

Ele foi detido no bairro Pintolândia. Aos guardas, a vítima de 37 anos confirmou as acusações contra o ex-companheiro, que não aceita o fim do relacionamento. O jovem foi conduzido à delegacia.

A delegada concluiu o caso fazendo a prisão de Silva em flagrante de acordo com a Lei Maria da Penha. Ele passou o resto da noite na carceragem da Polícia Civil e na manhã de ontem (11) foi levado para audiência de custódia. À tarde, a reportagem apurou que a juíza converteu a prisão em preventiva. Ele foi conduzido ao presídio e deve ficar à disposição da Justiça.

OUTRAS PRISÕES

Também tiveram as prisões convertidas para preventivas Wesllen Batista Pena, preso em flagrante por lesão corporal; e os venezuelanos Rosiris Del Valle Amundaray Blanco, Rosibel Cattenella Maria Romero e Wenerly Josefina Gonzalez, presos em flagrante pela delegada de Polícia Civil de Pacaraima, por tentativa de homicídio.

Como no caso de Silva os demais presos que também foram recolhidos ao presídio ao final da audiência de custódia e deverão aguardar em cárcere o julgamento do processo, ou qualquer outra decisão da Justiça.

SEE ALSO ...